Dicas

Antitraças: como escolher e usar com segurança

28 maio 2015 Arquivado

Arquivado

Além da lã, as traças atacam qualquer fibra natural, incluindo o algodão. Proteja armários e gavetas com a nossa seleção de truques.

Inseticidas, essências e hormonas

Examinamos as armas dos fabricantes e revelamos quanto custam. Na selva de soluções, algumas são naturais, outras contêm substâncias químicas, com diferentes graus de eficácia. Todas apresentam prós e contras e poderão ser úteis. É importante conhecer e saber identificar os produtos à venda para escolher o mais adequado. A prevenção é o primeiro passo e a limpeza continua a ser a arma mais eficaz.

Se as traças já se instalaram no armário, recomendamos um produto com inseticida. Reconhecem-se pela denominação “antitraça”. O rótulo deve incluir a lista dos ingredientes e um número de registo da Direção-Geral da Saúde, com o nome e a concentração do princípio ativo. Estas informações essenciais são uma garantia de que o produto foi submetido, de facto, a testes de eficácia e segurança.

Inseticidas custam € 2,50 a € 3,60 por embalagem.
Inseticidas custam € 2,50 a € 3,60 por embalagem.

Os princípios ativos mais usados são os piretroides, que garantem o melhor compromisso entre segurança e eficácia. Os biocidas mais difundidos são a empentrina e a transflutrina, seguras para os animais domésticos, mas muito tóxicos para o ambiente aquático. A toxicidade para os humanos é muito baixa, mas podem ser irritantes para a pele e vias respiratórias. Evite nas cómodas e armários instalados perto de camas. Convém arejar os casacos em contacto com estes produtos antes de os voltar a vestir. Cuidado com produtos à base de naftalina. Se ainda tem algum resto em casa, não use: por serem altamente tóxicos, são proibidos.

Os produtos naturais contêm algumas essências e extratos de plantas e flores com o poder de afastar as traças. No rótulo, não encontra uma denominação precisa. Estes produtos não poderão anunciar “antitraça”, mas indicam refrescar, perfumar e cuidar da roupa ou outras informações genéricas. O perfume mais usado é a lavanda e o óleo de cedro. Não há concentrações máximas e, no rótulo, não é obrigatório indicar o nome do princípio ativo. Podem omitir toda a lista de ingredientes. Na prática, o efeito é repelente: o cheiro, não sendo do agrado das traças, visa mantê-las à distância. Mas, na verdade, a eficácia não está totalmente demonstrada.

Cada embalagem de perfume repelente custa 4,70 euros.
Cada embalagem de perfume repelente custa 4,70 euros.

Estes produtos têm um impacto ambiental reduzido face aos inseticidas, mas não são totalmente inócuos. Podem conter substâncias alergénicas como limoneno, linalool ou coumarina, não aconselháveis a pessoas predispostas a reações alérgicas.

Com frequência, apesar de exibirem fotografias apelativas, o perfume é sintético: por exemplo, o perfume a lavanda é, quase sempre, sintético e não natural. Antes de comprar, experimente uma solução caseira, com flores de lavanda, ou bolas de madeira de cedro.

A sedução das hormonas
Além das soluções clássicas, há armadilhas à base de feromonas. É uma folha embebida numa substância que reproduz o cheiro das fêmeas. O objetivo é atrair os machos para que fiquem colados na sua superfície, evitando que possam reproduzir-se.

Cada embalagem de antitraça à base de hormonas custa 4,50 euros.
Cada embalagem de antitraça à base de hormonas custa 4,50 euros.

Contudo, esta armadilha pode atrair traças que, de outro modo, não entrariam em casa. Estes produtos poderão até provocar o problema. Evite usá-los como método preventivo, sobretudo se tem por hábito abrir as janelas e dispõe de armários com fácil acesso. Apenas serão úteis para eliminar traças num armário. Estas folhas colantes só captam as borboletas adultas. Não eliminam as larvas responsáveis pelos furos na roupa.