Notícias

Energias renováveis: consumidores ganham prémio europeu

A União Europeia distinguiu o CLEAR 2.0 como o projeto europeu na área das energias renováveis com maior impacto na vida dos consumidores. Entrevistámos a responsável pela sua implementação em Portugal.

  • Dossiê técnico
  • Isabel Oliveira
  • Texto
  • Cécile Rodrigues e Filipa Nunes
24 junho 2020
  • Dossiê técnico
  • Isabel Oliveira
  • Texto
  • Cécile Rodrigues e Filipa Nunes
Parque eólico e paineis fotovoltaicos

iStock

É com orgulho que anunciamos a vitória do CLEAR 2.0. Foi distinguido pela União Europeia como o projeto no setor da energia renovável e da eficiência energética com maior impacto junto dos cidadãos. Durante quase dois anos, ajudámos ativamente os consumidores a adotarem sistemas baseados em energias renováveis, a pouparem na fatura da energia e a tornarem-se atores mais conscientes por um planeta mais sustentável.

A coordenadora do projeto CLEAR 2.0 responde

Entrevistámos Isabel Oliveira, da DECO PROTESTE, a quem coube a responsabilidade de acompanhar este projeto no nosso país.

 

Please fill the source and the alt text 
"Este prémio é um reconhecimento importante do nosso contributo para esta jornada global de transição para um modo de vida mais sustentável. Ajudámos e continuaremos a ajudar muitos consumidores a pôr ações em prática para diminuir os consumos de energia, com um impacto muito significativo na fatura mensal." 

Qual a importância deste prémio? Revela que as questões ambientais preocupam cada vez mais os consumidores?

O projeto CLEAR 2.0 foi selecionado de entre cerca de 40 outros projetos europeus na área da energia, tendo sido escolhido como o mais relevante no impacto junto dos cidadãos. É um reconhecimento importante do nosso contributo para esta jornada global de transição para um modo de vida mais sustentável.

A adesão que tivemos por parte dos consumidores portugueses às nossas iniciativas, especialmente no que diz respeito à participação nas nossas comunidades online e no interesse em todos os conteúdos que produzimos com recomendações específicas é um testemunho importante do crescente interesse que os próprios consumidores têm e da sua vontade em tomar medidas concretas para o seu caso específico.

O projeto CLEAR é uma história de sucesso para o ambiente e para os consumidores? 

Sem dúvida. Começámos esta aventura em 2014, com o primeiro projeto CLEAR e tivemos a oportunidade de continuar o trabalho no projeto CLEAR 2.0 que se estendeu até este ano. Conseguimos alargar a informação que disponibilizamos aos consumidores, tendo aumentado o número de testes a sistemas que usam energias renováveis. Antes deste projeto não tínhamos conseguido avaliar a qualidade de painéis solares, por exemplo. Construímos ferramentas de tomada de decisão que não existiam, como uma ferramenta que permite escolher a melhor combinação entre um painel solar e um inversor.

Mais importante do que isso, conseguimos criar uma comunidade online onde qualquer consumidor pode colocar questões específicas sobre as energias renováveis e discutir com outros consumidores que já tiveram experiência prática e com os nossos técnicos. No último ano, tivemos mais de uma centena de milhar de utilizadores.

Conseguimos ainda, ao longo dos anos, lançar parcerias com fornecedores de sistemas de ar condicionado ou painéis fotovoltaicos, focando-nos nos produtos que obtiveram bons resultados nos nossos testes e negociando melhores condições para os consumidores. Não basta um produto ser mais barato. Deve, antes de tudo, ser de boa qualidade e ser adequado ao perfil de consumo do utilizador. E, aqui, demos passos significativos.  

Nesta última fase do projeto, tivemos ainda a oportunidade de trabalhar diretamente com 24 famílias portuguesas. Com elas percebemos quais as maiores dificuldades ao pôr em prática medidas concretas que permitem reduzir os consumos energéticos e implementar sistemas mais eficientes. Acompanhámos estas famílias durante mais de um ano e demos vários conselhos e dicas. Conseguimos medir o impacto real dos conselhos que demos e concluímos que há muitas ações práticas que os consumidores podem pôr em prática no sentido de diminuir os consumos de energia, com um impacto muito significativo na fatura mensal.

Consumidores pouparam mais de 2000 euros na fatura da energia

No total, 24 famílias pouparam 2226 euros num ano no consumo elétrico, no custo de produção de água quente e aquecimento ambiente, seguindo as 300 recomendações personalizadas dos especialistas da DECO PROTESTE.

Quadro poupança ao rubro

Esta vitória é o culminar ou o início de uma nova era dos consumidores? 

Nem uma, nem outra. É um caminho que está a ser percorrido, e onde a velocidade está claramente a aumentar, motivada pelas necessidades de mitigar o impacto das alterações climáticas e de garantir o acesso a fontes de energia para todos os cidadãos. Ambos os aspetos não podem ter uma solução que venha dos combustíveis fósseis e os consumidores já interiorizaram este conceito. Neste momento, o que sentimos é que os consumidores já estão mais informados e querem dar o passo seguinte, ou seja, querem efetivamente adotar estas novas tecnologias verdes. Mas têm muita dificuldade em obter soluções que estejam concretamente adaptadas ao seu caso. É aqui que ainda há muito trabalho a fazer.

Quais os próximos passos?

As iniciativas e os conteúdos que desenvolvemos no âmbito do projeto CLEAR continuarão no tempo, mesmo que o projeto tenha já terminado. Assim, a comunidade online continuará a existir para esclarecer os consumidores. Vamos prosseguir com os testes comparativos a produtos eficientes como os aparelhos de ar condicionado e os painéis fotovoltaicos e continuaremos a dar conselhos com base no conhecimento que adquirimos. Continuaremos com as iniciativas de parcerias para a aquisição de equipamentos relacionados com a eficiência energética e as energias renováveis.

Todo este trabalho será a base para continuar a capacitar os consumidores no âmbito da transição energética. Em Portugal, os consumidores têm ainda desafios adicionais, como o facto de muitos não terem acesso a fontes de energia mais económicas e com menor impacto ambiental. Não nos podemos esquecer que ainda há milhões de famílias que são forçadas a usar gás de botija, que não só provém de combustíveis fósseis, mas é muito mais cara. Por outro lado, algumas propostas legislativas não defendem a ideia da transição energética das famílias. A proposta de redução do IVA apenas para os escalões de consumo mais baixos não contempla o contributo das famílias que adotam tecnologias mais sustentáveis. É o caso, por exemplo, de um consumidor que comprou um automóvel elétrico e que gasta, necessariamente, mais eletricidade para carregar o carro: não é correto penalizá-lo por ter feito uma escolha mais eficiente para as suas deslocações e promovida como positiva, pelo Estado. Vamos continuar a acompanhar todas estas situações e ajudar os consumidores nesta complexa e desafiante tarefa de descarbonizar a nossa sociedade.

Projeto CLEAR 2.0 ajudou 24 famílias a poupar mais de 2200 euros por ano 

Há mais de dois anos que a DECO PROTESTE dedica parte da sua atividade no setor da sustentabilidade e das energias renováveis. Conselhos, testes e uma comunidade de utilizadores ajudam a esclarecer e trocam experiências sobre sistemas de aquecimento e climatização mais sustentáveis e amigos do ambiente.

Acompanhámos 24 famílias portuguesas, medindo o consumo de energia nas suas casas e dando conselhos específicos para cada uma, o que lhes permitiu poupar, em conjunto, mais de 2200 euros por ano. Para ajudar outros consumidores que pretendam seguir os mesmos passos, divulgamos os conselhos mais eficazes para cada perfil de consumo. Esperamos que muitos mais portugueses abracem a mudança e se tornem mais eficientes em termos energéticos. Se todos os portugueses adotarem hábitos mais eficientes em casa, o País pode poupar 5,5 TWh.

Para conhecer melhor todo o trabalho envolvido, não deixe de visitar a nossa página dedicada às energias renováveis. O elevado número de questões levantadas pelos consumidores sobre painéis solares fotovoltaicos e aparelhos de climatização com recurso a energias renováveis, bem como a sua integração em casa, serviu de mote para a criação de uma área com informação dedicada a este tema. Mas, como sabemos que a experiência de utilização dos que já optaram por esta tecnologia é uma mais-valia para os consumidores que podem ainda ter dúvidas, integrámos uma comunidade de discussão e partilha de experiências e questões, que conta com mais de 250 000 utilizadores.

Disponibilizamos um aconselhamento personalizado e o contacto com especialistas da DECO PROTESTE que interagem ativamente em fóruns com todos os consumidores que procuram ajuda. Esta equipa de especialistas ajuda a escolher o sistema mais adequado a cada caso, desde o ar condicionado às salamandras a pellets.

Em cada tema da comunidade, pode colocar dúvidas sobre sistemas que funcionam com energias renováveis. Todas as questões serão analisadas e esclarecidas pelos nossos especialistas, de forma gratuita. Para participar nos fóruns de discussão basta efetuar um simples registo no nosso site.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.