Dicas

Recuperador de calor ou salamandra a pellets: qual o melhor

Qual a diferença entre a salamandra e o recuperador de calor a pellets, para quem tem a opção de instalar um ou outro? O nosso conselho a Júlio Pinto, membro da comunidade Energias Renováveis, pode ajudar também no seu caso.

22 junho 2018
pellets

iStock

Uma salamandra pode ser colocada em qualquer zona da divisão a aquecer (desde que estejam reunidas condições, como a exaustão pela chaminé). Aquecem diretamente o local onde estão instaladas, mas também podem conseguir fazê-lo ligeiramente no caso das outras divisões da casa.

Já os recuperadores a pellets são embutidos na parede (podem ocupar o espaço de uma lareira já existente) e são capazes de recuperar parte do calor gerado e que é perdido pela chaminé, por exemplo. Este sistema não ocupa espaço na sala e pode canalizar o calor recuperado para outras divisões através de tubagens.

No confronto, o recuperador de calor a pellets é um pouco mais eficiente do que a salamandra a pellets, sendo a eficiência de ambas as soluções já bastante elevada. Os recuperadores a lenha apresentam, de facto, uma eficiência muito superior à das lareiras a lenha abertas, por exemplo.

Qualquer um destes sistemas tem de estar ligado a uma conduta de exaustão para o exterior segundo os requisitos em vigor. Além destas características, pode considerar a estética e o preço antes de comprar.
 

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.