Notícias

EDP Virtual Sun: alternativa para investir em sistemas fotovoltaicos?

A EDP Comercial propõe aos consumidores beneficiarem da energia solar, sem instalarem painéis em casa. Fizemos as contas. Além de o retorno ser pouco, se não usar em pleno os serviços incluídos no pacote, não compensa.

  • Dossiê técnico
  • Pedro Silva e Ricardo Pereira
  • Texto
  • Isabel Vasconcelos
18 maio 2021
  • Dossiê técnico
  • Pedro Silva e Ricardo Pereira
  • Texto
  • Isabel Vasconcelos
Parque fotovoltaico

iStock

Segundo a proposta da EDP Comercial, o consumidor pode escolher o montante que investe (250, 500, 750 ou 1000 euros) na instalação de parques solares fotovoltaicos, em várias zonas do País. Como contrapartida, durante dois anos, irá receber parte do montante investido em energia, mensalmente. O montante pago tem ainda associado um de três pacotes de serviços (Pack Easy, Pack Smart ou Pack Full) que incluem assistência e reparações ao domicílio, descontos em parceiros ou um plano de saúde. No fundo, o consumidor não terá em casa energia renovável proveniente do “seu” sistema fotovoltaico, mas apenas irá investir em parques situados em diferentes zonas do País.

Fizemos as contas ao retorno do investimento para um casal que tenha contratado uma potência de 3,45 kVA e consumido 1900 kWh por ano no ciclo horário simples. Verificámos que, ao fim de dois anos (o prazo de duração do investimento), o retorno real oscila entre 5 e 41 euros, em função do montante investido e do pacote escolhido. Mas, para tal, terá de dar uso aos benefícios dos pacotes, que estão incluídos no montante a investir.

Como funciona o EDP Virtual Sun?

O interesse dos portugueses pelo ambiente e a vontade de usufruírem da energia solar é o mote para o EDP Virtual Sun. O montante a angariar através dos consumidores para os projetos disponíveis de parques fotovoltaicos é de 10 mil euros em cada, sendo que a EDP Comercial financia o remanescente, caso o valor definido não seja atingido. No fundo, tem um aspeto simbólico, pois o investimento dos consumidores não é condição essencial para o projeto avançar.

O consumidor escolhe o projeto no qual quer investir e define o montante a aplicar: 250, 500, 750 ou 1000 euros. Tem ainda de decidir o pacote de serviços que pretende, dos três disponíveis. Contudo, para beneficiar do Pack Full, o mais completo, é necessário um investimento mínimo de 500 euros. Qualquer consumidor com tarifa simples ou bi-horária, potência contratada entre 3,45 kVA e 20,7 kVA, fatura eletrónica e débito direto, pode aderir a esta proposta.

Para que este investimento compense, o valor a aplicar deve ser inferior à fatura média estimada para dois anos, dado que boa parte dos benefícios é atribuída em kWh. Contudo, a EDP tem um simulador para ajudar a escolher o montante a investir, e bloqueia a opção para investimentos que superem em 75% a fatura estimada a dois anos.

Uma vez realizada a contribuição, a mesma não pode ser cancelada pelo consumidor. Só haverá reembolso se o projeto for cancelado depois de iniciado e o consumidor não desejar apoiar outro. Já se o cancelamento ocorrer durante o período de angariação, a EDP Comercial credita o valor investido na conta digital do consumidor e este poderá usá-lo em serviços da empresa ou em parceiros desta iniciativa. Como o montante não é devolvido, o consumidor terá de continuar cliente da EDP Comercial até gastar o valor creditado.

Todos os meses, o consumidor recebe a energia virtual correspondente ao investimento feito e poderá descontá-la na fatura da eletricidade (toda ou parte) ou acumular para usar noutra altura. Em alternativa, pode doar parte ou a totalidade da energia virtual a uma instituição de solidariedade social. Além da energia que recebe, não paga a mensalidade do pacote contratado durante os dois anos.

O investimento compensa?

Para sabermos se vale a pena investir do EDP Virtual Sun, fizemos os cálculos. Para tal, considerámos uma família que contratou uma potência de 3,45KVA e que gasta 1900 kWh anuais no ciclo horário simples.

Qual a vantagem para o consumidor, ao longo de dois anos?

 Investimento de € 250 € 500 € 750 € 1000
Pack Easy € 255 € 510 € 766 € 1023
Pack Smart € 256 € 513 € 771
€ 1031
Pack Full  n.a. € 516 € 779 € 1041

Neste exemplo, o simulador da EDP alertaria que o investimento de 750 e 1000 euros não compensaria porque estaria próximo ou ultrapassaria o consumo estimado de eletricidade nos dois anos.

Os montantes acima indicados, e retirados do simulador da EDP Comercial, incluem o valor da mensalidade dos pacotes nos dois anos - 117,60 euros (pack Easy), 189,60 euros (pack Smart) e 333,60 euros (pack Full) - acrescidos do montante referente à energia virtual que se recebe e que pode ser deduzido na fatura. Antes de investir nesta proposta, é essencial analisar com atenção se os serviços inseridos no pacote serão usados, dado que parte do benefício é dado por estes. No site da EDP Comercial é possível encontrar informação sobre o que cada pacote inclui. Trata-se de:

  • descontos em parceiros – comum a todos os pacotes, com redução no preço do combustível, bilhetes de cinema, entregas ao domicílio ou serviços de streaming;
  • assistência técnica ao domicílio – com plafond e abrangência diferentes, consoante o pacote subscrito. O custo da mão-de-obra, de peças ou das deslocações são tabelados, bem como os co-pagamentos e os serviços incluídos;
  • plano de saúde – disponível apenas no Pack Full e inclui preços para consultas convencionados ou descontos em exames.

Se já é cliente EDP Comercial, tem um destes pacotes, está satisfeito com a diversidade e qualidade dos serviços e faz um uso do mesmo que supera o valor que paga, então este pode ser um investimento interessante. Permite-lhe manter a situação atual, com uma redução do valor de fatura que iria pagar em dois anos. Contudo, terá de adiantar um montante que pode ser considerável e terá um retorno entre 5 e 41 euros, em função do que investir.

Um fator importante é o facto de os serviços ficarem ativos durante os dois anos, sem possibilidade de cancelar. Se quiser mudar para um tarifário mais vantajoso que surja noutro comercializador, deixa de usufruir de algumas das vantagens e perde o retorno da energia que lhe seria atribuída mensalmente, para usar na sua fatura. Mais: tenha presente que o EDP Virtual Sun não é uma alternativa ao investimento num sistema fotovoltaico de autoconsumo.

Já se considera que não vai dar grande uso aos benefícios do pacote, consulte o nosso simulador de energia e opte pelo tarifário que mais compensa para os seus gastos em eletricidade. Além disso, analise os cartões que possui, pois poderá já ter acesso a serviços similares noutros produtos como cartão de crédito, seguro de saúde ou cartões de associações. Se o objetivo é reduzir a fatura da eletricidade, pondere usar o montante que iria investir no EDP Virtual Sun em equipamentos mais eficientes ou melhorar o isolamento da sua casa. Irá poupar energia, aumentar o conforto e reduzir a fatura de eletricidade. 

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.