Dicas

Poupar eletricidade e gás

25 agosto 2011

25 agosto 2011

O aumento do IVA aplicado ao gás natural e eletricidade, de 6 para 23%, vai encarecer a fatura mensal. Poupe energia por toda a casa com as nossas dicas.

Na cozinha

Quando comprar um eletrodoméstico, prefira aparelhos com uma etiqueta energética de classe A, A+ ou A++. O consumo de energia é bastante inferior ao dos modelos de classes mais baixas.

Cozinhe com as panelas e tachos tapados para reduzir as perdas de calor e o tempo de preparação.

Prefira a panela de pressão: é mais rápida e gasta menos energia do que o tacho normal. Desligue o lume alguns minutos antes do tempo de confeção e deixe-a tapada. É suficiente para terminar a cozedura.

Escolha o bico do fogão adequado ao tamanho do tacho. Uma chama demasiado forte implica desperdício de energia.

Prefira um forno com ventilação: como faz circular o ar quente no interior, mantém a temperatura homogénea e reduz o consumo.

Para evitar perdas de temperatura e maior consumo de energia, abra a porta do forno apenas se for preciso. Desligue o forno alguns minutos antes de terminar a cozedura, para aproveitar o calor residual.

Para um menor consumo de energia, o frigorífico deve ter uma temperatura entre 4 e 7°C e o congelador entre -18 e -24°C.

Quanto às máquinas de lavar roupa e loiça, reduza o consumo de energia evitando programas com temperaturas elevadas. Só use estes aparelhos quando estiverem cheios. Duas lavagens a meia carga gastam mais do que uma cheia.

Sempre que possível, prefira o estendal à máquina de secar. O sol e o vento secam de forma gratuita e ecológica. Se estiver bom tempo, reduza a velocidade da centrifugação da máquina de lavar. Quase todas as máquinas têm um seletor para o efeito.

Apanhe a roupa do estendal ainda um pouco húmida, para gastar menos energia a engomá-la.

Na sala e quartos

Para o aquecimento central, as escolhas económicas são o ar condicionado e as caldeiras a gás natural. Estes aparelhos são preferíveis aos aparelhos portáteis. Mas, se tiver de optar por estes, prefira os termoventiladores aos radiadores a óleo.

No inverno, regule a temperatura dos radiadores ou do aquecimento central para 20°C. Baixar a temperatura ou desligar o aquecimento durante a noite e em períodos de ausência também permite poupar. Caso tenha um termóstato programável, a regulação poderá ser automática.

No verão, para arrefecer a casa, feche as janelas e os estores, quando o sol bate. Se usar ar condicionado, regule a temperatura para os 25°C e lembre-se de desligar o aparelho quando não está ninguém em casa.

Para reduzir o consumo da iluminação em mais de 80%, escolha lâmpadas economizadoras em vez de incandescentes. Desligue nas luzes em divisões que não estão a ser usadas e nas zonas de passagem, como corredores. Tal pode significar uma redução anual do consumo de energia em cerca de 25 por cento.

Outra forma de poupar energia elétrica em casa é escolher lâmpadas mais eficientes do ponto de vista energético. Para tal, analise a etiqueta de eficiência energética e prefira as mais económicas.

A instalação de um sensor de movimento, dispositivo inteligente e de fácil utilização, permite poupar energia elétrica na iluminação. Evita que as lâmpadas permaneçam inutilmente acesas, sobretudo nos corredores.


Imprimir Enviar por e-mail