Guia de compras

Guia de compras: edredões

04 dezembro 2018
edredoes

04 dezembro 2018
Um edredão mais pesado nem sempre é mais quente. O segredo está no seu interior. Antes de comprar, veja os nossos conselhos e saiba como prolongar a vida do edredão.

Existem dois grandes grupos de enchimento: o natural (penugem, penas, seda, lã ou fibras vegetais ) e o sintético (poliéster é o mais comum). A escolha é uma questão de gosto e de orçamento. Mais caros do que as restantes versões, os edredões naturais, apreciados pelo poder de isolamento e regulação térmica, podem atingir muitas dezenas de euros. São leves e duráveis, mas, se sofre de alergias, é aconselhável optar por uma versão sintética.

Além do preço, a manutenção pode ser um quebra-cabeças: é provável que encontre a indicação de lavagem a seco na maioria dos modelos de penas e plumas, ao passo que as versões de seda, ou caxemira exigem um tratamento extremamente cuidadoso. Quanto aos edredões sintéticos estão disponíveis para todos os níveis de aquecimento e, pela sua natureza, não são alergénicos.

Têm fácil manutenção e constituem a melhor opção para quem transpira muito, além de poderem ser lavados na máquina com maior frequência. Existem muitas variedades de fibras de poliéster (Quallofil Air, Hollofil, Cyclafill, etc.). Quanto mais ar nelas for injetado, mais leve e mais quente se tornará o edredão.

Revestimento

O tecido exterior deve deixar passar o ar, mantendo o enchimento no lugar. Isso é conseguido através do acolchoado, uma série de linhas cosidas que criam compartimentos de onde o enchimento não sai. Uma boa costura é essencial para que o edredão dure vários anos e não tenha perda de calor. As costuras em quadrado são as que mais bem desempenham esta função.

Para os modelos de penas, evite os modelos de costura básica, a qual consiste em algumas faixas verticais. O tecido deve também garantir que não há libertação de fibras do enchimento. O tecido dos modelos de penas deve ter 120 a 150 fios/cm2 e o dos modelos sintéticos 90 fios/cm2, uma informação nem sempre fácil de encontrar.

De verão, inverno, ou 4 estações

A diferença entre passar uma noite confortável ou desagradável depende, em parte, do edredão que escolher. No verão, ou num quarto aquecido, não convém um modelo quente. Atualmente, o mercado oferece modelos 3-em-1. São as chamadas versões 4 estações, constituídas por dois edredões, em que um deles tem um nível térmico baixo e o outro médio. Na estação mais fria, basta unir os dois através de molas ou fitas para ficar com um sistema mais quente.

Qual o edredão ideal? Depende da pessoa. Se, num casal, um for mais calorento e o outro friorento, é preferível cada um ter o seu edredão, para não se destapar durante a noite, ou acrescentar uma manta num dos lados da cama.

Gramagem e isolamento

O peso do edredão não está diretamente relacionado com o calor que proporciona. Por exemplo, os modelos de penas e/ou penugem são, em geral, mais leves e mais quentes do que quaisquer outros. O peso do enchimento pode variar entre 180 g/m2 (verão) e 500 g/m2 ou mais (inverno). A escolha depende da temperatura do quarto e varia de pessoa para pessoa. Há quem goste de sentir mais peso para ter conforto na cama.

Se optar por um edredão natural, é recomendável uma gramagem de 180 g/m2, para o verão, e 270 g/m2, no inverno. Para um edredão sintético, normalmente mais pesado, a gramagem ideal está entre 180 e 250 g/m2, na estação quente, e entre 300 e 500 g/m2, na fria.

Para estabelecer o dito calor relativo, a indústria têxtil utiliza uma medida de resistência térmica chamada TOG, que vai de 1 a 15. Quanto mais alto for o valor, mais quente será o edredão. Infelizmente, esta forma de comparar o nível de aquecimento, mais fiável do que o peso por m2, não está difundida no nosso país.

Prolongar a vida do edredão

Em fibras sintéticas ou natural, o edredão deve ser sacudido com regularidade e arejado, para que a humidade evapore. Os ácaros prosperam em ambientes húmidos, quentes e sombrios. Se tem por hábito usar capa protetora, basta lavar o edredão uma vez por ano. Respeite as recomendações da etiqueta.

Não tente lavar na máquina o edredão de enchimento natural, se a etiqueta o proibir. Em caso de dúvida, é aconselhável mandar limpá-lo numa lavandaria. Não aspire o edredão, sob pena de estragar a cobertura e permitir a libertação de fibras do enchimento para o exterior.

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.