Guia de compras

Edredões: guia de compras

19 maio 2020
Uma rapariga deitada numa cama e tapada por um edredão. Está vestida de branco e sorridente, e ajeita a almofada com as mãos.

Um edredão de aquecimento não tem de ser mais pesado. O segredo está no interior: em geral, os de penas são mais quentes. Antes de comprar, veja os nossos conselhos.

Para uma boa noite de descanso, além do colchão e das almofadas, também é importante escolher um bom edredão. Comece por escolher o tamanho necessário e depois avalie o material de enchimento e o grau de calor.

Existem dois grandes grupos de enchimento de edredão: o natural (penugem, penas, seda, lã ou fibras vegetais ) e o sintético (poliéster é o mais comum). A escolha é uma questão de gosto e de orçamento. Mais caros do que as restantes versões, os edredões naturais, apreciados pelo poder de isolamento e regulação térmica, podem atingir muitas dezenas de euros. As penas são naturalmente capazes de reter ar para isolamento e fazem isso com menos espessura do que os seus homólogos sintéticos. São leves e duráveis, mas, se sofre de alergias, é aconselhável evitar as partículas libertadas pelos enchimentos naturais e que podem agravar os problemas.

Além do preço, a manutenção pode ser um quebra-cabeças: é provável que encontre a indicação de lavagem a seco na maioria dos modelos de penas e penugem, ao passo que as versões de seda, lã ou caxemira exigem um tratamento extremamente cuidadoso.

Quanto aos edredões sintéticos estão disponíveis para todos os níveis de aquecimento e, pela sua natureza, não são alergénicos. Têm fácil manutenção e constituem a melhor opção para quem transpira muito, além de poderem ser lavados na máquina com maior frequência.

Medidas de edredões

Ao escolher o edredão ideal, a primeira coisa a considerar é o tamanho que melhor se adapta às dimensões da nossa cama. Considere uma margem extra de 20 cm para cada lado do colchão e também para o fundo, de forma a que o possa prender por baixo do colchão. 

Como escolher o material de enchimento

Os materiais de preenchimento dos edredões são, principalmente, de dois tipos: sintéticos e naturais. À primeira vista são semelhantes e a diferença nota-se apenas no toque.

Edredões sintéticos

Existem muitas variedades de fibras de poliéster (Quallofil Air, Hollofil, Cyclafill, etc.). Quanto mais ar nelas for injetado, mais leve e mais quente se tornará o edredão. Algumas marcas têm modelos mistos, combinando fibras sintéticas, artificiais e naturais. É o caso da Tencel, Lyocell ou Modal, fibras sintéticas produzidas a partir de polpa de madeira. O enchimento de muitos edredões sintéticos é hoje produzido a partir de fibras recicladas, especialmente de poliéster.

A escolha do modelo depende da temperatura do quarto e varia de pessoa para pessoa. Há quem goste de sentir mais peso para se sentir confortável na cama. Para um edredão sintético, a gramagem ideal é entre 180 e 250 g/m2 (verão) e entre 300 e 500 g/m2, na estação fria.

O preço aumenta com o aumento do grau de calor, portanto, com a densidade e quantidade do enchimento, mas também com base no material da cobertura externa.

Prós

  • Em geral, mais baratos do que as versões de enchimento natural
  • Manutenção mais fácil
  • Secam rapidamente
  • São hipoalergénicos

Contras

  • Duram menos (cerca de 5 a 10 anos)
  • São menos fofos

Edredões naturais

O peso do edredão não está diretamente relacionado com o calor que proporciona. Por exemplo, os modelos de penas e/ou penugem são, em geral, mais leves e mais quentes do que qualquer outro. Com igual nível térmico, os modelos mais ricos em penas são mais pesados do que os que têm mais penugem, mas permitem maior evaporação da transpiração. Contudo, se forem muito espessos, as pequenas cartilagens das penas poderão fazer-se sentir por baixo do tecido. Uma questão a verificar antes de optar pela compra de um modelo desta categoria.

Para os modelos de penas, é recomendável uma gramagem de 180 g/m2, para o verão, e 270 g/m2, no inverno. 

Evite os modelos de costura básica, a qual consiste em algumas faixas verticais, dado que a pouca compartimentação do enchimento pode deixar zonas apenas com o tecido exterior.

Prós

  • São leves e fofos
  • São mais respiráveis
  • Têm uma vida longa (cerca de 10 a 15 anos)

Contras

  • O preço pode ser muito elevado
  • Levam muito tempo a secar

Os melhores edredões de aquecimento

A diferença entre passar uma noite confortável ou desagradável depende, em parte, do edredão que escolher. No verão, ou num quarto aquecido, não convém um modelo quente. Atualmente, o mercado oferece modelos 3-em-1. São as chamadas versões 4 estações, constituídas por dois edredões, em que um deles tem um nível térmico baixo e o outro médio. Na estação mais fria, basta unir os dois através de molas ou fitas para ficar com um sistema mais quente. 

Como escolher o grau de calor

A escolha do grau de calor do edredão depende de vários fatores, como a temperatura da casa e o local onde mora. Depende, também, da pessoa. Se, num casal, um for mais calorento e o outro friorento, é preferível cada um ter o seu edredão, para não se destapar durante a noite, ou acrescentar uma manta num dos lados da cama.

Para medir o “calor relativo”, a indústria têxtil utiliza uma medida de resistência térmica chamada TOG, que vai de 1 a 15. Quanto mais alto o valor, mais quente é o edredão. Infelizmente, esta forma inequívoca de comparar o nível de aquecimento dos edredões e muito mais fiável do que o seu peso por m2 não está difundida no nosso país. Mas fique a saber que um modelo de verão não deve ultrapassar 4,5 TOG, um modelo de meia estação não deve exceder 10 TOG e será já considerado um modelo de inverno a partir deste valor.

O tecido exterior deve deixar passar o ar, mantendo o enchimento no lugar. Isso é conseguido através do acolchoado, uma série de linhas cosidas que criam compartimentos de onde o enchimento não sai. Uma boa costura é, portanto, essencial para manter vários anos o seu edredão e limita a perda de calor. As costuras em quadrado são as que melhor desempenham esta função. Para os modelos de penas, evite os modelos de costura básica que consiste em algumas faixas verticais.

Mas o tecido deve garantir, também, que não há libertação de fibras do enchimento para o exterior. O tecido dos modelos de penas dever ter 120 a 150 fios/cm2 e os modelos sintéticos passam bem com tecidos menos densos (90 fios/cm2). Mas também aqui a informação pode ser difícil de encontrar nos modelos à venda no nosso mercado. 

Prolongar a vida do edredão

Para prolongar a vida útil dos edredões é essencial preservar as suas características ao longo do tempo. Respondemos às principais dúvidas.

Como e por quanto tempo se deve arejar o edredão?

É uma boa regra retirar o edredão, pelo menos, uma vez por semana, de preferência logo de manhã, quando o ar é mais fresco e mais limpo e o sol não é particularmente agressivo. Desta forma, a humidade da noite pode evaporar. Os ácaros prosperam em ambientes húmidos, quentes e sombrios. 

Natural ou de fibras sintéticas, o edredão também deve ser sacudido com regularidade. 

Como lavar o edredão?

Se tem por hábito usar capa protetora, basta lavar o edredão uma vez por ano. Quase todos podem ser colocados na máquina de lavar com um detergente líquido universal, seguindo as instruções na etiqueta. Não tente lavar na máquina o edredão de enchimento natural, se a etiqueta o proibir. Em caso de dúvida, é aconselhável mandar limpá-lo numa lavandaria. Não aspire o edredão, sob pena de estragar a cobertura e permitir a libertação de fibras do enchimento para o exterior.

É possível secar o edredão na máquina?

É muito importante deixar o edredão secar muito bem. Caso contrário, poderá haver mofo e maus cheiros. Verifique na etiqueta se o edredão pode ser colocado na máquina de secar.

Onde guardar o edredão?

O edredão deve ser guardado na embalagem original ou num saco a vácuo: economiza muito espaço e o edredão permanece limpo e protegido.

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.


Imprimir Enviar por e-mail