Notícias

Compras mais sustentáveis

O impacto que os portugueses podem ter nas marcas, as poupanças com hábitos mais sustentáveis e como apoiar a criação de um novo Dia Nacional da Sustentabilidade foram alguns dos focos desta iniciativa.

  • Texto
  • Diana Pedro Tavares e Filipa Nunes
29 setembro 2020
  • Texto
  • Diana Pedro Tavares e Filipa Nunes
cartaz sobre dia nacional da sustentabilidade em prateleira no supermercado

Como parte do movimento para a criação de um Dia Nacional da Sustentabilidade, a DECO PROTESTE, em parceria com o Continente, esteve em oito lojas da rede de supermercados em território nacional para, durante os dias 25, 26 e 27 de setembro, sensibilizar e falar com os consumidores sobre potenciais mudanças de comportamento que podem ter para escolher melhor para o ambiente, e para a carteira. 

 

Please fill the source and the alt text 
Apelos ao Dia Nacional da Sustentabilidade, visíveis à porta das superfícies comerciais.

 

Momentos comuns como uma compra por impulso, uma falta de planificação adequada aos ritmos de consumo das famílias ou as preferências por produtos embalados geram a comida que atiramos para o lixo e a sobreexploração de recursos e matérias-primas na nossa sociedade. 

Para informar e explicar sobre estas pequenas situações de grande impacto, as lojas Continente da Amadora, Évora, Loulé, Maia Jardim, Santarém, São João da Madeira, Viana do Castelo e Viseu tiveram um mural 2X2 onde os consumidores puderam ver conteúdos sobre o tema, com soluções apresentadas, assim como uma chamada para o portal Mais Sustentabilidade.

Bruno Santos, da DECO PROTESTE explica que “é fundamental ter uma visão do ato de consumir. Sabendo nós que é no ato da compra que se gera o desperdício”, e que não há “nada melhor do que contactar os consumidores, precisamente, na compra”. 

Esta ação procurou assim “consciencializar os portugueses de que a escolha individual é fundamental”, e também demonstrar que quem compra estes produtos tem poder. Para isto, dá o exemplo das embalagens das pastas de dentes, que até hoje são vendidas, além do tubo, com uma caixa de papel que contém praticamente a mesma informação legal que o próprio tubo. Se os consumidores demonstrarem que não as compram, Bruno Santos não tem dúvidas de que as marcas vão deixar de as vender dessa forma. 

O peso do fator “preço” em escolhas mais sustentáveis

Um grande obstáculo para a adesão dos cidadãos a produtos e hábitos de compras mais sustentáveis é precisamente a diferença de preços. Produtos mais amigos do ambiente são, em média, mais caros. Mudar esta realidade “é um esforço que as marcas têm de fazer”, defende o representante da DECO PROTESTE para esta ação. A “sustentabilidade gourmet”, como apelida “não pode ser. Não basta por isso só educar, sensibilizar as pessoas” sendo preciso também criar condições para que possa ser feita sem hesitações. “Eu preciso de perceber o quanto vou poupar. É uma forma de trazer as pessoas para a causa. Não é o gelo do Ártico, é a nossa vida concreta”. Bruno Santos prevê ainda que “quando o fator preço estiver suavizado, a sustentabilidade vai ser a prioridade”. 

A importância do Dia Nacional da Sustentabilidade

Queremos levar a discussão da criação de um Dia Nacional da Sustentabilidade ao Parlamento. O pedido foi feito a 5 de março de 2020. Aguarda-se a apreciação dos resultados do pedido à Assembleia da República. A espera criou uma oportunidade para aumentarmos a base de apoio e esta ação com as lojas Continente será também apresentada. “Continuamos a contactar os grupos parlamentares”. A receção, explica Bruno Santos, tem sido positiva. 

Mas o que será feito, todos os anos neste dia, se for aprovado? Pretendemos que este novo dia marque “o antes e o depois” e convidamos as pessoas a refletir sobre «o que fez a minha organização?». “Este dia vai ser capital para isso” explica Bruno Santos, “para reforçar boas práticas”. O dia vai permitir discutir “o que se fez e que se realizem debates ao nível nacional”. 

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.