Notícias

O que fazer se estiver insatisfeito com o administrador do condomínio

09 junho 2017
O que fazer se não estiver satisfeito com o administrador

09 junho 2017

Elevadores perigosos ou relatórios de contas em falta podem originar desentendimento entre os condóminos e o administrador. Além de interpelá-lo diretamente, pode pedir a substituição ou levar o caso a tribunal.

Todos os condomínios precisam de um administrador que assegure o pagamento das contas, contrate serviços de manutenção, confirme se o elevador ou as escadas estão limpas e em condições de segurança, entre outras tarefas. Mas às vezes os condóminos não concordam com a forma como o administrador gere o prédio. O conflito pode estar relacionado com várias situações: partes comuns em mau estado de conservação, obras não realizadas, utilização do dinheiro do condomínio para proveito próprio, não convocação da assembleia de condóminos, não entrega do orçamento anual ou do relatório de contas, entre outras.

Quando tem razões fundamentadas para estar descontente com o administrador, deve questioná-lo verbalmente ou por escrito (através de carta registada com aviso de receção). Diga o que não lhe agrada e apresente soluções para melhorar a situação. Se não conseguir resolver o problema, convoque uma assembleia extraordinária para debater o problema com os outros condóminos. 

A assembleia de condomínio é responsável por eleger o administrador e retirá-lo do cargo. Quando há razões para tal, pode tomar decisões diferentes das do administrador. Em última instância, caso não haja uma mudança de comportamento, pode nomear outra pessoa para o cargo.

Quando há suspeitas fundamentadas de fraude, furto ou desfalque, a assembleia de condóminos pode levar o caso aos julgados de paz ou ao tribunal.

Para saber como exonerar o administrador através da assembleia ou como proceder judicialmente para responsabilizá-lo civil ou criminalmente, consulte o portal Condomínio DECO+.


Imprimir Enviar por e-mail