Guia de compras

Como escolher o desumidificador

Imagem da parte traseira de um desumidificador, cujo reservatório de água é manipulado por uma senhora.

Tem sinais de humidade excessiva em casa, como bolor nas paredes ou o constante aparecimento de condensação em superfícies? Um desumidificador pode ajudar a atenuar o problema. A capacidade de extração de humidade e a dimensão do reservatório são aspetos a ter em conta na altura da compra.

As habitações em Portugal ainda apresentam problemas e deficiências de construção muito significativos e difíceis de resolver, que são uma das causas principais da existência de humidade excessiva nas casas. Outro dos problemas é a falta generalizada de sistemas que promovam a renovação do ar interior das habitações. Estes dois fatores levam a níveis de humidade relativa muito elevados no interior das casas, que potenciam problemas associados, como a formação de bolores e fungos, danos em materiais e, mais importante, problemas de saúde.

Por um lado, as soluções para algumas deficiências ao nível da construção dos edifícios requerem intervenções de grande complexidade técnica e com custos elevados e, por isso, são colocadas de parte. Por outro lado, a instalação e operação de sistemas de ventilação mecânica em habitações continua a ser uma solução pouco vista e adotada em Portugal.

Por estas razões, a ventilação natural das habitações através da abertura das janelas, por exemplo, assume uma grande importância. Apesar de não garantir, à partida, que a qualidade do ar interior fica em níveis ideais, é melhor ventilar uma habitação desta forma do que nada fazer.

Ar condicionado e desumidificadores

Os aparelhos de ar condicionado e os desumidificadores podem ajudar a manter os níveis de humidade relativa controlados e dentro dos valores ótimos (entre 40 e 60%), reduzindo a possibilidade de aparecimento de bolores, fungos e de condensações superficiais. Não resolvem o problema na sua origem, mas contribuem para atenuá-lo.

No caso dos desumidificadores, antes de comprar um aparelho desta natureza, verifique sempre as seguintes características: 

  • volume do ambiente a ser desumidificado;
  • temperatura em que o dispositivo funciona;
  • tamanho e peso do aparelho (deve ser leve caso seja para usar em salas diferentes);
  • humidade máxima extraída (número de litros em 24 horas);
  • volume do reservatório e possibilidade de ligação ao esgoto para um escoamento contínuo;
  • possibilidade de ajustamento automático do grau de humidade;
  • presença de filtros para purificar o ar;
  • filtros laváveis. 

A capacidade do reservatório do desumidificador onde fica armazenada a água é um fator a analisar. Se for muito pequena, terá de despejá-lo com mais frequência, o que é pouco prático.

Os desumidificadores com capacidade de extração diária entre 10 e 12 litros são recomendados para divisões entre 20 e 25 metros quadrados. Para divisões entre 35 e 40 metros quadrados, aconselha-se um aparelho com capacidade de extração diária entre 16 e 20 litros. Em ambos os casos, os valores para a área das divisões são indicativos e dependem sempre da humidade relativa ou da humidade libertada da divisão.

Funções do desumidificador

Os desumidificadores estão equipados com várias funções. A maioria conta com o aviso de que o reservatório está cheio e a possibilidade de ligar o aparelho a um esgoto para escoar a água. Mas nem todos são vendidos com os tubos necessários e, quando existem, estes nem sempre têm o comprimento adequado. Uma função importante, sobretudo para quem vive em zonas frias, é o “defrost control”: impede o congelamento do aparelho caso a divisão fique com temperaturas muito baixas.

O higróstato é o componente que mede e permite regular a humidade. Prefira um aparelho com um higróstato digital: revela a humidade relativa no espaço e possibilita a definição do valor que deseja. Quando este é alcançado, o aparelho desliga-se. Volta a ligar-se quando o teor de humidade ultrapassa o introduzido.

Nos modelos com higróstato mecânico não é possível definir o valor pretendido. Terá de rodar o botão até se ouvir um clique, indicando que o aparelho está regulado para a humidade relativa da divisão. A partir daqui, poderá selecionar um nível superior ou inferior de humidade relativa da divisão, rodando o botão num sentido ou no outro.

Alguns modelos não apresentam a possibilidade de regular a humidade relativa, operando de forma fixa para um valor indicado pelo fabricante (regra geral, no intervalo de 40 a 60 por cento).

Se quiser usar o equipamento em várias divisões, assegure-se de que não é excessivamente pesado, para facilitar o transporte. A existência de uma pega ou de rodas pode ser útil.

Descubra os melhores desumidificadores e veja o equipamento útil e os preços no nosso comparador.

Teste a desumidificadores

Estes aparelhos não exigem muita manutenção, mas convém seguir alguns cuidados para garantir um bom funcionamento. 

Tome precauções antes de guardar o desumidificador, se não vai usá-lo durante algum tempo. Comece por limpar o filtro e o reservatório de água. Tape o equipamento, para evitar a acumulação de pó, e guarde-o num local fresco e seco.

Siga sempre as instruções do fabricante sobre os procedimentos e a periodicidade das operações de manutenção do equipamento.

Questões frequentes

Como funciona um desumidificador?

O desumidificador tem uma ventoinha que puxa ar húmido do exterior para o interior do aparelho. Uma vez no seu interior, o ar ainda húmido cruza-se com uma superfície fria, e parte da água nele contida condensa. A água extraída é recolhida num recipiente dentro do desumidificador, que a armazena para ser depois removida. O ar agora seco passa por uma espiral semiaquecida, para voltar ao exterior através da uma saída de ar do equipamento. 

Que cuidados devo ter ao usar um desumidificador?

Verifique se não há cortinas ou móveis a bloquear a parte da frente ou a traseira do desumidificador. Este deve ficar assente numa superfície plana e num local onde o ar circule com facilidade. Alguns fabricantes aconselham a deixar, pelo menos, 50 centímetros entre o aparelho e qualquer outro objeto. Feche as portas e as janelas da divisão, para impedir a entrada de ar novo. Deste modo, consegue tirar a humidade excessiva do ar da divisão com maior rapidez e eficácia.

Como fazer a manutenção do desumidificador?

Se tiver crianças em casa, certifique-se de que não introduzem objetos nas entradas e saídas de ar do equipamento. Caso contrário, podem danificá-lo. Limpe os filtros com frequência, seguindo a recomendação do fabricante. Desligue o desumidificador antes de o limpar. Se este tiver um filtro lavável, verifique se está bem seco, antes de colocá-lo no equipamento.