Notícias

Dois anos de denúncias de água: metade dos casos resolvidos

27 fevereiro 2015 Arquivado

27 fevereiro 2015 Arquivado

Entre 2013 e 2014, recebemos 1400 denúncias de consumidores atentos ao desperdício de água. Metade foi resolvida. Propusemos à Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos que a nossa ferramenta seja desenvolvida ao nível nacional.

Início

Por detrás das 1400 denúncias de 164 municípios que recebemos até meados de dezembro de 2014, em resposta à nossa campanha, encontram-se consumidores cientes das consequências ambientais e dos custos económicos do desperdício da água. Através da ferramenta “Água: denuncie o desperdício”, participaram ativamente, enviando informação sobre os locais e solicitando a resolução das perdas de água. As denúncias foram encaminhadas diretamente para a entidade responsável, com o conhecimento da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR). Posteriormente, os consumidores também receberam informação acerca das respostas dadas pelas entidades gestoras.

Há um elevado potencial na criação de uma plataforma nacional agregadora de denúncias de perdas de água. Uma proposta que já encaminhámos para a ERSAR. Portugal deverá cumprir o objetivo de redução de perdas de água, visíveis ou não. O consumidor pode e deve assumir um papel importante a reportar as perdas de água visíveis. Para tal, é necessário que as entidades responsáveis adotem uma ferramenta similar, ao nível nacional, para possibilitar a participação ativa dos cidadãos. Nesta ferramenta, só é preciso inserir os dados da perda (tipo, localização, data e contacto) e a informação é automaticamente enviada para a entidade gestora responsável pela sua resolução.