Primeiras impressões

Meo Drive precisa de melhorar os cálculos

26 fevereiro 2014 Arquivado

26 fevereiro 2014 Arquivado

Com o fim da marca TMN e da aplicação TMN Drive, foi criada a aplicação Meo Drive que, como a antecessora, continua a ser gratuita e a permitir navegar onboard.

Para instalar esta nova aplicação – disponível para clientes de todas as operadoras – é necessário ter um smartphone android ou um iPhone e, no mínimo, 200MB de espaço disponível. Sendo uma aplicação onboard (que usa a memória do dispositivo), é necessário descarregar a cartografia para a memória do aparelho.

A possibilidade de mudar para modo pedestre depois de inserido o destino e a apresentação de mais do que uma alternativa para o mesmo trajeto, são as principais novidades da Meo Drive. A aplicação conta ainda com uma tecla de atalho que permite evitar rapidamente autoestradas, portagens e ferries.

Deixa de ser possível escolher entre percurso mais rápido ou mais curto. O modo aventura - muito útil para navegar a pé ou fora de estrada - também foi removido.

A profunda reformulação da aplicação acrescenta novidades interessantes e vem colmatar alguma lacunas. A ausência de publicidade (uma inovação face à anterior) é uma mais-valia. Mas há ainda um longo caminho a percorrer para que a Meo Drive possa atingir o topo da tabela das nossas escolhas.

Brevemente poderá ter mais informações sobre esta aplicação ao consultar os resultados dos nossos testes a GPS.

 

O Meo Drive permite mudar para percurso pedestre e apresenta vários trajetos como alternativa.
O Meo Drive permite mudar para percurso pedestre e apresenta vários trajectos como alternativa.

Erros de cálculo
A nova aplicação não está, contudo, isenta de críticas. Durante os testes ocorreram alguns erros nos cálculos dos percursos. No exemplo que apresentamos em baixo, a aplicação manda percorrer mais 20 quilómetros do que o necessário.

O tempo necessário para calcular percursos longos é também considerável o que, no caso de smartphones mais limitados, se torna incomodativo. Além disso, não permite calcular percursos antecipadamente, ou seja, apenas poderá fazer o cálculo a partir da sua posição atual.

A Meo Drive perdeu também a possibilidade de navegar para destinos do guia Boa cama boa mesa ou das páginas amarelas. Estas eram duas funcionalidades muito interessantes, que distinguiam a TMN drive de outras aplicações e que faziam dela uma das preferidas dos utilizadores nacionais.

A escolha de cores para a navegação em modo noturno não foi a mais feliz. De igual forma, o reduzido tamanho de letra das informações impede uma leitura rápida. Em smartphones pequenos obriga o condutor a olhar prolongadamente para o ecrã para conseguir ler a informação, o que vai contra as regras de segurança rodoviária.

Foi removida a possibilidade de enviar as coordenadas da localização atual por SMS, embora esteja contemplada a partilha nas redes sociais.

Outra falha incompreensível é o link do manual de ajuda, na página de suporte do serviço, que conduz a um pdf de um telemóvel da Sapo, que em nada ajuda os utilizadores da Meo Drive.

 

 

O sistema calculou 20 km a mais do que o necessário.
O sistema calculou 20 quilómetros a mais do que o necessário.

Gratuito em território nacional
O serviço da Meo Drive é gratuito para navegar em território nacional. Para a utilizar em Espanha é necessário pagar € 22,13 (dispositivos Android) ou € 17,99 (iPhone). No resto da Europa Ocidental, os preços são de € 36,89 (dispositivos Android) e € 29,99 (iPhone). Nos dois casos, os mapas são fornecidos pela TomTom.

Também o serviço de trânsito em tempo real é pago. Uma subscrição mensal custa € 1,09 para Android e € 0,89 para iPhone, sendo os custos da subscrição anual de 11,06 e de 8,99 euros.

Imagem mais atual
Por comparação com a TMN Drive, a Meo Drive tem um aspeto mais atual, com elementos gráficos semelhantes ao iOS 7, o que tornará a adaptação mais fácil aos utilizadores do iPhone. Exemplo disso é a dock bar - a barra horizontal escondida ao fundo do ecrã, que permite aceder às principais opções. Já os utilizadores de Android podem levar mais algum tempo a adaptar-se mas, tendo em conta os testes realizados, a adaptação deverá também ser rápida, particularmente em smartphones com ecrãs de maiores dimensões.

As indicações vocais da Meo Drive são aceitáveis, mesmo que a escolha de algumas palavras possa ser questionada.

Se o TMN drive era uma clara clonagem do Ndrive, a nova Meo Drive rompe por completo com essa ligação embrionária. A primeira desapareceu dos mercados de aplicações pelo que, ao atualizar, deixa de poder voltar atrás, ou seja, diga adeus em definitivo ao TMN drive.



 

 

A barra horizontal permite aceder às principais opções.
A barra horizontal permite aceder às principais opções.

Imprimir Enviar por e-mail