Notícias

MEO Drive: navegação em Portugal sem gastar um cêntimo

02 agosto 2015
MEO Drive

02 agosto 2015

Disponível para iOS e Android, a MEO Drive continua gratuita e a permitir a navegação onboard, isto é, sem gastar o saldo do telemóvel. Mas ainda tem problemas para resolver.

Início

A aplicação de GPS da MEO é muito intuitiva e fácil de utilizar, tanto no iOS como no Android. Testámo-la nos smartphones Samsung Galaxy S IV e iPhone 5S e descobrimos que o sistema de introdução de destinos tem bom desempenho.

Mas esta é apenas uma entre dezenas de opções que pode comparar com o nosso teste. Além de apps para Android, iOS e Windows Phone, pode aceder aos resultados de GPS dedicados (PNAs).

Pontos fortes
Ao introduzir um destino, o sistema calcula três percursos alternativos relevantes face ao principal. São fornecidas informações como o nome da via, a identificação numérica da autoestrada e os nomes das cidades.

A MEO Drive apresenta três percursos alternativos relevantes.
A MEO Drive apresenta três percursos alternativos relevantes.
As instruções de voz são curtas e claras, sobretudo nas rotundas, e proferidas em tempo útil. Nas rotundas, a aplicação indica, por exemplo, “vire na primeira à direita”, uma forma clara e que evita dúvidas sobre qual a saída a tomar.
Nas rotundas, a aplicação indica o número da saída, o que evita dúvidas.
Nas rotundas, a aplicação indica o número da saída, o que evita dúvidas.

O assistente de mudança de faixa de rodagem recorre a símbolos, apresentados no canto superior esquerdo do ecrã.

A navegação no modo pedestre também obteve bom desempenho e é agora mais fácil comutar para o modo auto, graças a um atalho no ecrã de planeamento do percurso.

A MEO Drive mostrou-se comedida na utilização da bateria. No Samsung Galaxy S IV, permite navegar durante 210 minutos. No iPhone 5S, o tempo cai para 185 minutos, mas é, ainda assim, interessante.

Aspetos a melhorar
Mas nem tudo são boas notícias e esta aplicação também apresenta falhas comprometedoras. Por exemplo, só permite selecionar o percurso mais rápido e o percurso pedonal. Não são muito fáceis de encontrar as definições para os percursos alternativos (mais curto, mais económico, etc.).

O manual de instruções está igualmente ausente. E, em algumas situações, verificaram-se discrepâncias consideráveis entre a distância apresentada no ecrã e a proferida pelas instruções vocais, bem como na indicação do número da saída. Aconteceu, por exemplo, instruir o condutor para optar pela terceira saída, quando a correta era a segunda.

A leitura do mapa pode ser difícil, pois a perspetiva não é coerente. Por vezes, a manobra seguinte aparenta ser mais distante do que na realidade o é. Estes problemas surgem porque a perspetiva só permite antecipar até 700 metros, o que, no caso de autoestradas, pode não ser suficiente. O problema mantém-se em meio urbano. Mesmo com velocidades reduzidas, os 300 a 350 metros de antecipação podem ser escassos para prever uma manobra com segurança.

O algoritmo de cálculo dos percursos também admite melhorias. Revelou tendência para optar pelas vias principais, mesmo quando as secundárias são mais interessantes.

Gratuita e sem gastar saldo do telemóvel
A MEO Drive mantém o principal predicado da antiga TMN Drive: é gratuita para navegar em Portugal. Se quiser atravessar a fronteira, tem de desembolsar € 49,19 se o seu smartphone for Android, ou €39,99, se se tratar de um iPhone.

Pode subscrever o serviço de trânsito em tempo real por € 1,09 mensais ou € 11,06 ao ano, se possuir um Android, ou € 0,99 e € 9,99, se tiver um iOS.


Imprimir Enviar por e-mail