Teste a cadeira de crianças

Cadeiras auto: guia de compras

Ajudamos a escolher o modelo mais adequado para os seus filhos.

As cadeiras de criança são categorizadas pelo tipo de homologação e norma europeia a que obedecem, podendo ser classificadas segundo a altura ou o peso. Ajudamos a escolher a melhor cadeira e a decifrar os sistemas de segurança.

Guia de compras

Principais características

As cadeiras auto estão divididas em vários grupos, consoante o tipo de homologação e a norma europeia a que obedecem. Há modelos com e sem Isofix, que são categorizados de acordo com o peso da criança (norma ECE R44) e modelos i-Size (norma ECE R129), que estão divididos segundo a altura da criança, em centímetros.

Todas as cadeiras i-Size têm de utilizar o sistema de fixação Isofix. As cadeiras “ovo” são uma exceção a esta regra, porque, embora tenham de ser homologadas com sistema Isofix, como a fixação ao assento é feita através de uma base, podem ser usadas com o sistema de fixação dos cintos do carro quando essa base não está disponível.

Até que o seu bebé ou criança deixe de precisar de cadeira, terá de comprar, pelo menos duas, caso sejam modelos homologados pela ECE R44: uma dos grupos 0 ou 0+, e outra do grupo 1/2/3. Se tiver dois ou mais filhos com pouca diferença de idade, pode ser preferível, ultrapassado o modelo 0 ou 0+, optar por cadeiras de grupos intermédios (1 e 2/3), para servir todas as crianças. São modelos mais caros, mas ganha em segurança.

No sistema i-Size, os modelos estão integrados em grupos de alturas (por exemplo, dos 67 aos 105 centímetros). As cadeiras são sujeitas a testes mais exigentes, em particular na colisão lateral.

A partir de uma determinada estatura (cerca de 105 centímetros) só existe, por enquanto, oferta de cadeiras homologadas segundo a norma mais antiga (a ECE R44). Estes modelos são mais baratos e incluem opções com ótima segurança em quase todos os grupos.

Antes de comprar, consulte os resultados do nosso teste, porque não é possível recomendar um sistema que obtenha sempre bons níveis de segurança em todas as cadeiras e marcas.
Voltar ao topo

Instalar a cadeira auto

Na loja, verifique a compatibilidade da cadeira com o automóvel e experimente-a. Após instalar segundo as instruções, confirme se o sistema fica estável e encaixa bem no assento do carro, tanto ao nível da base como das costas da cadeira, que devem apoiar-se em toda a altura nas costas do banco.

Veja o nosso vídeo com dicas para escolher e instalar a cadeira.

Voltar ao topo

As cadeiras segundo o peso

Grupos 0 e 0+

Desde recém-nascido até aos 10 ou 13 quilos, respetivamente. Estes modelos são instalados no sentido inverso ao da marcha do veículo, virados para o banco do automóvel. A criança é presa com o cinto da cadeira, e esta, por sua vez, com o cinto do veículo. A cadeira pode ainda ser encaixada numa base fixa com o cinto do veículo ou com as fixações Isofix. As cadeiras deste grupo não podem ser instaladas no banco da frente se o airbag estiver ligado. Em caso de colisão, aquele pode ativar-se e bater na cadeira com muita intensidade, tornando-se fatal.

Grupo 1

Dos 9 aos 18 quilos. Neste grupo, há várias alternativas de montagem: certas cadeiras ficam viradas para a frente, outras viradas para trás. Também existem diferenças sobre o sistema de proteção. Em algumas cadeiras, a criança é presa com o cinto da cadeira e esta é presa com o cinto do carro ou encaixada nas fixações Isofix. Outras não têm cinto, e a criança fica presa com uma almofada, sendo esta, por sua vez, segura com o cinto do carro.

Não podemos dizer que um sistema é melhor do que o outro. Teoricamente, viajar de costas é mais seguro numa colisão frontal; e o sistema Isofix é o que confere melhor fixação. Na prática, nem sempre é assim. Só depois de testes de colisão é possível confirmar o desempenho e o nível de segurança da cadeira. O nosso conselho: veja os resultados dos nossos testes antes de comprar.

Grupo 2/3

Dos 15 aos 36 quilos. Neste grupo, os modelos são mais ligeiros, e o cinto de segurança do carro é utilizado para segurar a criança e a cadeira ao mesmo tempo. Estes modelos têm costas destacáveis, mas este apoio das costas e da cabeça garante maior segurança em caso de colisão lateral e é útil caso a criança adormeça na viagem. Quando a criança já não fica bem encaixada na cadeira, pode retirar o apoio de costas e utilizar apenas o banco elevatório. Este é indispensável para garantir que o cinto passa na zona do ombro em vez de no pescoço.

Grupo 1/2/3

Dos 9 aos 36 quilos. É possível comprar cadeiras do grupo 1/2/3 que asseguram um bom nível de proteção a crianças de pesos tão diferentes. Os modelos com uma almofada à frente e uma base reclinável, que se retira quando a criança cresce, conferem conforto e boa proteção aos mais novos. Quando atingem cerca de 15 quilos, aqueles acessórios são retirados e a cadeira passa a ser idêntica às do grupo 2/3.  

Voltar ao topo

Questões frequentes

Respondemos às principais dúvidas sobre cadeiras auto.

Como colocar a cadeira auto?

O modo de colocação da cadeira no carro varia consoante o modelo. Comece por verificar, na loja, se a cadeira é compatível com o seu carro. Siga as instruções que estão no manual e na cadeira.

Quando passar a criança do ovo para a cadeira?

A criança deve deixar o ovo quando já não consegue sentar-se bem ou quando a cabeça passa os limites superiores da cadeira. A passagem de uma cadeira de um determinado grupo para o grupo acima deve realizar-se o mais tarde possível, apenas quando a criança deixe de estar confortável por ficar apertada na zona dos ombros ou da anca ou porque a cabeça fica acima das proteções. 

As cadeiras com Isofix são mais seguras?

Em teoria, o sistema Isofix garante mais segurança do que o clássico de fixação com o cinto do carro. Mas, como é demonstrado nos nossos testes a cadeiras auto, nem sempre as cadeiras com Isofix conseguem melhor desempenho.
Voltar ao topo