Notícias

Consumidores exigem mais e melhor mobilidade

Centenas de consumidores voltaram a experimentar a pista de karts, no stande da DECO PROTESTE, em plena Avenida da Liberdade, em Lisboa.

  • Texto
  • Sónia Graça e Nuno César
25 novembro 2019
  • Texto
  • Sónia Graça e Nuno César
Pista de karts na Avenida da Liberdade em Lisboa.

4See/Miguel Madeira

Último domingo de novembro. Pouco passa das 11 horas e a Avenida da Liberdade, em Lisboa, já mexe. No expositor da DECO PROTESTE, meia dúzia de miúdos dão voltas e voltas no circuito de karts ali montado, enquanto os pais ou os avós ficam a ver, animados, ao longe.

Descubra as bicicletas elétricas com desconto

Maria, de 12 anos, acabou de experimentar a pista, com os irmãos, de 8 e 2 anos, e gostou. Vive em Aveiro e está habituada a pedalar. Às vezes, até vai para a escola de bicicleta, sobretudo no verão. A família veio passar o fim de semana a Lisboa e não resistiu a visitar o stande da organização de defesa dos consumidores. Mais de 500 consumidores testaram karts e conhecimentos sobre mobilidade. É a segunda vez que esta ação foi para a rua, desde que foi lançada, em setembro, a iniciativa camarária A Rua é Sua.

A família Santos, de Aveiro, visitou o nosso espaço e criticou a falta de uma rede organizada de transportes públicos na sua cidade. 
Maria, Vasco, Rita, Xavier e Jaime: o clã Santos, de Aveiro, visitou o nosso espaço e criticou a falta de uma rede organizada de transportes públicos na sua cidade.
Antes de partirem, Maria e a mãe responderam a uma pergunta sobre o portal de mobilidade dos consumidores e levaram para casa um presente. Para Rita Santos, de 42 anos, iniciativas como esta são importantes, até para despertar a consciência cívica: “Sentimos que, nos grandes centros urbanos, a maioria das pessoas pratica um estilo de condução muito agressivo, pouco cuidado e egoísta. Querem chegar rápido ao destino e esquecem-se de que as outras pessoas têm os seus tempos.” 

Os karts foram a principal atração. Destacámos trotinetes elétricas com desconto. 
Os karts foram a principal atração. Também destacámos trotinetes elétricas com desconto.

A especialista em educação especial e reabilitação lamenta que, em Aveiro, apesar de haver muitas ciclovias, não haja uma rede organizada de transportes públicos: “Vivemos na periferia, sem transportes ao pé de casa, o que significa que, no dia a dia, dependemos do carro [têm dois] para cumprir horários. No fim de semana, sim, vamos para todo o lado de bicicleta.”

As vantagens das bicicletas e trotinetas elétricas 

“Não somos fundamentalistas e sabemos que não se consegue aniquilar a mobilidade menos verde de um momento para outro, até porque há percursos em que isso não é possível”, admite Rita Rodrigues, responsável das relações institucionais da DECO PROTESTE, sublinhando que a mudança de mentalidades e de comportamentos “leva tempo” e implica “consistência na relação com o consumidor”. 


É para isso que servem estas ações. “A ideia é criar uma lógica de contaminação positiva: se as pessoas percebem que é vantajoso adquirir uma bicicleta ou uma trotinete elétricas, significa que esse meio poderá ser usado por todos e talvez se possa dispensar o carro”. Quem passa no expositor dos consumidores também fica a saber que, no portal da mobilidade, há um fórum em que é possível esclarecer dúvidas, discutir temas e partilhar experiências, com a moderação de uma equipa especializada da organização. 

O portal Mais Mobilidade esteve em grande plano com quase 300 registos. É um portal gratuito, onde pode beneficiar de compras coletivas, juntar-se a ações reivindicativas e consultar a melhor informação ao serviço do consumidor. Transportes públicos, carros, bicicletas e trotinetes: juntámos tudo o que faz a diferença para saber como se deslocar e aumentar a eficiência de cada viagem.

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.