Primeiras impressões

Novo Renault Mégane e Mégane Sport Tourer à reconquista dos portugueses

09 setembro 2016
Renault Mégane

09 setembro 2016
A nova geração do Renault Mégane quer recuperar os fãs deste familiar. A versão mais acessível custa desde 21 150 euros. Veja o melhor e o pior deste modelo antes do veredicto do laboratório.

Espaço, visibilidade e segurança

O novo Renault Mégane é 6,4 cm mais comprido e um pouco mais largo do que o antecessor. Apesar de melhorias na habitabilidade, esperávamos encontrar mais espaço para os passageiros nos bancos traseiros. O túnel central é notório e pode prejudicar as manobras de pés e pernas dos ocupantes. A habitabilidade traseira do Renault Mégane destoa do conjunto. O único problema da mala é o patamar de acesso à zona de carga numa posição mais elevada. Forma um grande degrau na boca de carga.

Na primeira viagem, sentimos falta de visibilidade para trás. 

Na primeira viagem, sentimos falta de visibilidade para trás. 
Na bagageira, a marca anuncia mais de 430 litros de capacidade, que podem chegar aos 1247 litros com o rebatimento dos bancos. 

A marca anuncia 430 litros de volume. Podem chegar aos 1247 litros se rebater os bancos. 

A segurança acentua a boa experiência de utilização. O Renault Mégane tem quase todos os auxiliares à condução segura. No equipamento de série, destacamos a ajuda ao estacionamento traseiro, o apoio ao arranque em subida, os faróis diurnos LED e o ar condicionado automático com regulação para condutor e passageiro.

A lista pode incluir o alerta de transposição involuntária de faixa, o alerta de excesso de velocidade com reconhecimento dos sinais, o alerta de ângulos mortos e máximos automáticos. O pack Safety acrescenta travagem de emergência ativa, alerta de distância de segurança e regulador adaptativo de velocidade: este opcional custa 650 euros.

Se optar pelo ecrã retrátil a cores, em cima do tabliê, aumenta a fatura em 850 euros. Não precisa de tirar os olhos da estrada para ver dados de navegação, velocidade, sinalização e avisos para distâncias de segurança.

Se o sistema de ajuda ao estacionamento dianteiro custa apenas € 150, já o estacionamento mãos-livres obriga a pagar mais 650 euros. Este identifica um lugar livre, medindo o espaço com sensores, e controla a direção para fazer a manobra.

Com 5 estrelas no teste de colisão, o Renault Mégane é um dos carros mais seguros. 

Com 5 estrelas no teste, o Renault Mégane é um dos carros mais seguros. 

O equipamento da versão de base é suficiente para proteger os ocupantes. 

O equipamento da versão de base é suficiente para proteger os ocupantes. 

O Euro NCAP, Programa Europeu de Avaliação de Carros Novos, do qual somos parceiros, introduziu novos parâmetros de análise e está mais exigente. Por exemplo, o sistema de travagem de emergência é um dos requisitos para atingir 5 estrelas. O quarto e último parâmetro, denominado “assistências de segurança”, ganha mais peso. O Renault Mégane conseguiu 5 estrelas na avaliação mais recente e afirma-se com um dos carros mais seguros na categoria.