Primeiras impressões

Nissan Qashqai: novo motor a gasóleo mais eficiente

18 setembro 2012 Arquivado

Arquivado

O Nissan Qashqai exibe no novo motor 1.6 a gasóleo de 130 cavalos a sua força principal. A partir de € 27 450, esta versão é eficiente e poupada no consumo. Revelamos os pontos fortes e fracos após a primeira viagem.

Vista privilegiada

A construção e os materiais provocam uma boa impressão. Os materiais interiores são sólidos e estão bem apresentados. A consola central denuncia alguns plásticos menos interessantes.

A Nissan introduz no Qashqai o monitor de visualização da área circundante para facilitar o estacionamento e na hora da verdade não desilude. Ao combinar a informação de 4 câmaras na grelha frontal, porta da bagageira e em ambos os espelhos retrovisores, o sistema projeta uma visão de 360 graus da área circundante do carro no ecrã de navegação. O sistema é ativado quando engrena a marcha-atrás ou ao pressionar o botão Camera.

Nissan estreia visão de 360º com recurso a 4 câmaras.
Nissan estreia visão de 360º com recurso a 4 câmaras.
A visibilidade global é satisfatória e a tecnologia disponível facilita a ação na hora de estacionar. Os espelhos exteriores são amplos.
Visibilidade mínima atrás.
Visibilidade mínima atrás.
Com os pedais e a caixa de 6 velocidades no sítio certo, o Nissan Qashqai é fácil de operar e intuitivo. O autorrádio é simples de utilizar, bem como o sistema do ar condicionado com 2 zonas automáticas. Os controlos aparecem demasiado em baixo no cockpit. O ecrã traz novidades: exibe as emissões de CO2 quando desliga o motor.