Primeiras impressões

BMW i8: o primeiro carro desportivo amigo do ambiente

30 março 2015 Arquivado
BMW i8

Arquivado

O BMW i8 é o primeiro carro híbrido da marca que pode carregar em qualquer tomada elétrica. Combina o desempenho potente com um consumo económico e menos emissões poluentes.

Inovação por um preço elevado

O BMW i8 custa desde 142 mil euros, mas a fatura final pode disparar como um relâmpago. Basta correr a lista do equipamento opcional. O head-up display e os faróis LED são apenas exemplos. Pode gastar em opcionais 16 mil euros, o preço mínimo do Citroën C4 Cactus.
Ecrãs e botões dominam. O painel principal é feito numa fábrica em Braga.
Ecrãs e botões dominam. O painel principal é feito numa fábrica em Braga.
A sobreposição de painéis, formas e linhas originais impressiona.
A sobreposição de painéis, formas e linhas originais impressiona.
O BMW i8 conquista pela originalidade. Intimida no acesso ao habitáculo que exige uma grande ginástica. A experiência desportiva é tão real, que sentimos na pele o desconforto dos pilotos. Com a soleira alta e longa, tem de pular para dentro do carro. Com abertura em asa, como se fosse uma borboleta, as portas parecem não levantar o quanto baste.
Esqueça o espaço atrás. Não convide ninguém para viajar aqui.
Esqueça o espaço atrás. Não convide ninguém para viajar aqui.
Visibilidade global mínima.
Visibilidade global mínima.

O BMW i8 conduz-se como qualquer outro carro e este é um dos principais encantos. Basta um leve toque no botão start e colocar a alavanca da caixa na posição drive. Não ouve nada, mas o carro está pronto para arrancar. Só o ouve se puxar a alavanca para a esquerda e ativar o modo Sport. É pujança total nas rotações mais baixas.

O BMW i8 é leve, muito preciso e sensível ao mínimo gesto. Se escolher o modo Sport, torna-se mais rápido. A caixa automática responde na perfeição e o BMW i8 é muito persistente no contacto com a estrada. A nossa rota contemplou inúmeras curvas e escondia trajetos difíceis. Mas o BMW i8 não acusou qualquer vibração. O carro parece literalmente voar sem se afastar do caminho mais seguro. Os computadores decidem tudo e a condução é muito intuitiva.

A bagageira minimalista é o preço a pagar por brincar aos pilotos de corrida.
A bagageira minimalista é o preço a pagar por brincar aos pilotos de corrida.
Pode transportar um saco de compras e o cabo elétrico.
Pode transportar um saco de compras e o cabo elétrico.

Como os leitores puderam comprovar, conduzir o BMW i8 é uma experiência única e inesquecível. Além da segurança, o prazer de condução foi uma prioridade.

Não apreciámos a falta de visibilidade. A bagageira é muito reduzida. Aqui, o kit de golfe não entra. Também não gostámos do espaço atrás. Não recomendamos nem mesmo para passageiros mais baixos ou crianças.