Notícias

Toyota GT86: armado em carro de corrida

15 fevereiro 2013 Arquivado
Toyota GT86

Arquivado

O Toyota GT86 é ágil, seguro e muito divertido de conduzir. Fomos espremer tudo o que este automóvel tem para dar. A suspensão e a visibilidade são os pontos críticos.

Entrar e sair, que desafio

Com um excelente apoio lateral nas curvas rápidas, os bancos dianteiros desportivos impressionam. A altura do banco do condutor pode ser regulada com muita generosidade. Para descolar, basta carregar no botão start e de imediato ouve o rosnar típico destes motores.

Grande conta-rotações com ecrã digital da velocidade.
Grande conta-rotações com ecrã digital da velocidade.

O GT86 traz uma caixa manual de 6 velocidades ou como opção uma caixa automática com comando por patilhas no volante. Simples e clássico, lá dentro não há vaidades. Tudo está no sítio certo. O botão de ignição dá nas vistas e os plásticos são duros.

A qualidade de construção satisfaz. Os indicadores no painel exibem um bom contraste e são fáceis de ler. A alavanca para abrir a tampa do depósito é fácil de aceder. Com o depósito de 50 litros atestado, o Toyota GT86 garantiu-nos uma autonomia de 640 quilómetros.

As operações são intuitivas e rápidas. O volante pode ser regulado em altura e profundidade. Os pedais estão bem colocados. Apertar o cinto de segurança é uma tarefa exigente. Dentro do Toyota GT86 à frente há espaço suficiente para ocupantes até 1,86 m de altura. Atrás não recomendamos utilizar os bancos para longas viagens. As pernas dos utilizadores com mais de 1,56 m sofrem e muito.

No capítulo da visibilidade, o Toyota GT86 está uns pontos abaixo da concorrência. A visão traseira é pobre, o que dificulta as manobras na hora de recuar. Os obstáculos muito perto do carro são difíceis de detetar.

Os bancos longos e baixos dificultam a entrada e a saída. Mas é tudo uma questão de tempo até dominar o jogo de pernas. O risco de dar umas valentes cabeçadas é real. Com pouco espaço atrás, o acesso aos bancos é um ponto fraco. Prepare-se para uma prova de esforço. Para um desportivo, a capacidade da bagageira surpreende.

Medimos 225 litros de capacidade. Se rebater os bancos traseiros, dispõe de 475 litros na mala.
Medimos 225 litros de capacidade. Se rebater os bancos traseiros, dispõe de 475 litros na mala.