Notícias

Segurança automóvel: Volvo arrasa, Ford reprova com estrondo

03 fevereiro 2017
Volvo S90 com segurança máxima.

03 fevereiro 2017
Nos primeiros testes de colisão do ano, os novos modelos Volvo S90 e V90 brilharam ao conquistar a melhor nota de sempre na tecnologia de travagem de emergência. Já o Ford Mustang foi reprovado com duas estrelas.

Início

Na primeira bateria de testes em 2017, o Ford Mustang só conseguiu duas estrelas. O lendário Ford Mustang desiludiu no teste com uma avaliação muito fraca na proteção das crianças e acusou a falta de equipamento essencial de segurança. A marca já reagiu e prometeu resolver o problema numa versão mais equipada que chegará até ao final do ano. Para encontrar um resultado tão mau, é preciso recuar até 2015, quando o Lancia Ypsilon reprovou com esta fraca pontuação.

Esta “bomba” surpreendeu tudo e todos. Alguns fabricantes continuam a adaptar os automóveis ao mercado de destino e, quando podem, poupam na segurança. Contudo, os consumidores não abrandam e não podem ficar à mercê da boa vontade da indústria. Falta obrigar o setor a aplicar padrões elevados no mundo inteiro. Ainda não existem regulamentos mínimos que obriguem a incluir as tecnologias mais inovadoras de série.

Testamos a segurança através do Euro NCAP, Programa Europeu de Avaliação de Carros Novos. Este realiza os testes de colisão, sob a égide da International Consumer Research and Testing, da qual somos parceiros desde o primeiro dia. Também já pode ver o nosso veredicto com a qualidade global, onde incluímos a segurança. Siga o nosso teste a mais de 200 automóveis.

Please fill the source and the alt text 
O Ford Mustang custa desde 50 mil euros. Recebeu apenas duas estrelas na segurança global.

Please fill the source and the alt text 
Era uma vez o Ford Mustang: é o primeiro carro desde 2015 a receber uma pontuação tão baixa.

O secretário-geral do Euro NCAP, Michiel van Ratingen, explica: “a Ford não esperava que o Euro NCAP testasse o Mustang e decidiu vendê-lo na Europa sem as tecnologias de segurança que disponibilizou aos consumidores norte-americanos”. Esta opção inquieta os fãs e clientes da Ford, quer pretendam comprar um carro desportivo, quer procurem apenas um familiar clássico.” Para um carro que pretende competir com as poderosas marcas europeias num segmento tão exclusivo (custa desde 50 mil euros), o resultado não ajuda e pode abalar a imagem de força e músculo do Ford Mustang.

A marca prometeu disponibilizar uma versão renovada até ao final do ano com assistência de pré-colisão e faixa de rodagem no equipamento de base. Assim que chegar, o Euro NCAP compromete-se a testar a nova versão. Michiel van Ratingen deixa, contudo, o aviso: “para atingir um resultado muito superior, o Mustang precisa de melhorias cruciais. Esperamos que a Ford aproveite para investir agora nas próximas gerações do Mustang.”

Volvo S90 e V90 com nota máxima

Lançados no último ano, o Volvo S90 e V90 são os novos elementos da família e os primeiros modelos a ser alvo do novo programa de testes do Euro NCAP. Ambos beneficiam do pacote avançado de tecnologias de segurança, já disponível no Volvo XC90. Este foi o primeiro carro a receber a nota máxima na travagem de emergência autónoma.

Please fill the source and the alt text 
O Volvo S90 impressiona em todos os critérios avaliados.
Please fill the source and the alt text 
A Volvo V90 supera o melhor desempenho de qualquer carro testado em 2016.
A travagem autónoma de emergência para carros e peões demonstrou um desempenho exemplar. Os dois modelos também contam com a assistência à manutenção na faixa de rodagem, cujo comportamento impressiona mesmo em velocidades mais elevadas. Se o automóvel começa a desviar-se da faixa de rodagem, o sistema entra em ação, dirigindo-o com cuidado para o seu lugar e envia vibrações de alerta (sonoras e no volante). O alerta de saída da faixa com assistência em curva funciona muito bem. Ao fim de vários avisos consecutivos, lança o alerta de fadiga para descanso do condutor. Nos 2 mil quilómetros do nosso teste, a tecnologia surpreendeu os vários condutores de serviço e todos os passageiros, sobretudo com ritmos mais acelerados.


Imprimir Enviar por e-mail