Notícias

Segurança automóvel: testes já incluem travagem com deteção de peões ou veículos

13 maio 2016 Arquivado
O Euro NCAP publica agora duas classificações de segurança: uma incide sobre o sistema de segurança padrão e a outra avalia os modelos com pacotes de segurança opcionais e extra.

13 maio 2016 Arquivado

Os testes de segurança a automóveis do Euro NCAP passam a incluir o teste à eficácia da tecnologia AEB, presente nos sistemas de travagem de emergência autónoma. O novo Toyota Prius foi o primeiro a obter a nota máxima. Outra novidade é a classificação dupla, estreada pelo Suzuki Baleno.

Os sistemas de travagem de emergência autónoma, ou AEB (Autonomous Emergency Braking), conseguem detetar a proximidade de outros veículos ou, em cenários mais exigentes, de peões em risco de atropelamento. Ao fazê-lo, travam automaticamente o carro, ajudando a evitar ou a diminuir a intensidade de acidentes rodoviários.

Avaliado com cinco estrelas na classificação do Euro NCAP, Programa Europeu de Avaliação de Carros Novos, o Prius deve o mérito ao “Toyota Safety Sense”, um sistema presente de origem em toda a gama, que reconheceu de forma eficiente o risco de sinistro com automóveis e peões.

O Toyota Prius nas provas à eficácia da tecnologia AEB. A 40 km/h, o sistema AEB travou o carro perante a presença próxima de um peão. Quando testada a 45 km/h na mesma situação, esta tecnologia reduziu a velocidade para 24 km/h.

O Suzuki Baleno obteve três estrelas na avaliação global. Porém, quando testado com o pacote de segurança opcional “Radar Brake Support”, que inclui um sistema AEB para ambiente urbano, conseguiu quatro estrelas, sendo o primeiro automóvel a receber a classificação dupla.

Por norma, a avaliação de base incide sobre carros com o equipamento de segurança de série na família de modelos disponíveis na União Europeia dos 28. Contudo, passa a ser possível a divulgação de uma classificação dupla para os fabricantes que o desejem. Esta segunda avaliação incide sobre modelos com “pacotes de segurança” disponíveis para todas as variantes, mas que tanto podem ser vendidos como parte do equipamento de série ou opção extra, consoante o país ou mercado.

O Suzuki Baleno após o teste de colisão frontal total. O modelo estreou a classificação dupla do Euro NCAP, uma nova possibilidade à disposição dos fabricantes.
O Suzuki Baleno após o teste de colisão frontal total. O modelo estreou a classificação dupla do Euro NCAP, uma nova possibilidade à disposição dos fabricantes.

Michiel van Ratingen, secretário-geral do Euro NCAP, considera que “a inclusão dos sistemas AEB na classificação é um marco importante no desenvolvimento da segurança automóvel, que ajudará à difusão desta tecnologia em todos os segmentos do mercado”.

Segundo o responsável, “é cada vez mais desafiante fornecer informações precisas e claras aos consumidores sobre os mais recentes sistemas de segurança disponíveis no mercado e seus possíveis benefícios. A classificação dupla simplificará a escolha do automóvel mais seguro.”


Imprimir Enviar por e-mail