Notícias

Poupámos mais de 4 mil euros na compra de carro novo

10 novembro 2016 Arquivado
negociar carro novo

Arquivado
Conseguir carro novo ao melhor preço não é uma missão impossível. Vestimos a pele do consumidor anónimo e fomos às compras. Com uma boa dose de insistência e várias visitas a concessionários pode poupar mais de 4300 euros.

Como fizemos o estudo

Em junho de 2016, visitámos de forma anónima 15 concessionários de cada uma das três marcas que mais ligeiros de passageiros vendem no País, distribuídos por nove zonas: Grande Lisboa, Grande Porto, Almada, Beja, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Portalegre e Viseu.

Todas as visitas foram realizadas pelo mesmo colaborador, para que todos os vendedores fossem confrontados com a mesma capacidade negocial. Foram eleitos: Peugeot 208 1.6 HDI Style 5P 75 cv, Renault Clio 1.5 dCi Limited 5P 90 cv S&S ECO2 e Volkswagen Polo 1.4 TDI Trendline 5P 75 cv. Estes são do segmento B, a gasóleo, e partilham outras características (5 portas, caixa manual e equipamento de base). Solicitámos apenas um opcional: pintura metalizada.

Foram feitas duas visitas presenciais e um contacto final por e-mail. Na primeira visita, fomos claros: o mais importante é o preço. Negociámos a pronto pagamento, sem retoma, e informámos os standes de que iríamos visitar a concorrência. Já com a primeira proposta, quando essa solução foi sugerida, pedimos uma simulação de financiamento na modalidade de crédito tradicional, inquirindo se tal alteraria as condições.

Cerca de duas semanas depois regressámos para baixar o preço. Nesta visita, depois de termos uma proposta final, revelámos que talvez pudéssemos estar interessados em incluir no negócio a retoma de um VW Golf de 2005. Perguntámos se alteraria as condições para o carro novo e que valor atribuíam ao usado. No contacto final, feito dias depois, por e-mail, usámos a mais baixa das propostas para cada um dos modelos e perguntámos aos outros concessionários da marca se seriam capazes de a igualar ou bater.