Notícias

Peugeot 108: caixinha de surpresas desde 11 700 euros

18 maio 2015 Arquivado
Novo Puegeot 108

18 maio 2015 Arquivado

O Peugeot 108 é um citadino seguro e revela um desempenho aceitável. Exibe bons argumentos, mas chega para ser o rei da cidade? Se a prioridade é poupar, descobrimos rivais com a mesma qualidade desde 9400 euros.

Início

O Peugeot 108 garante um bom compromisso entre o preço e a segurança. Com um design elegante e agradável, é um carro simples, mas não simplista.

Ao volante do Peugeot 108

O Peugeot 108 destaca-se no top da nova edição da PROTESTE Auto: revelamos os carros mais seguros para todas as carteiras, bons modelos com preço imbatível e os melhores para as aventuras do campo e da cidade.
Na estrada, o desempenho convence e a nota global é aceitável.
Na estrada, o desempenho convence e a nota global é aceitável.
O Peugeot 108 é proposto com 3 ou 5 portas.
O Peugeot 108 é proposto com 3 ou 5 portas.

As portas atrás facilitam o acesso. Aqui só podem viajar ocupantes até 1,60 m de altura com conforto. Pelo contrário, à frente viajam condutor e passageiro até 1,90 metros num habitáculo desafogado para a classe. Ainda assim, os mais altos devem ter cuidado ao entrar ou sair, para evitar pancadinhas com a cabeça. Para quem segue ao volante há ajuste em altura do banco. Pode regular o volante em altura mas não em profundidade, o que dificulta a descoberta da posição ideal de condução.

Desenhado para o ambiente urbano, as dimensões compactas e uma altura razoável do lugar do condutor contribuem para uma ótima visibilidade. Não escapará ao diâmetro de viragem de 11 metros, que é excessivo e compromete algumas manobras em cidade. Não se livra também do ruído constante do motor, sobretudo durante a aceleração, o que prejudica o conforto. Em velocidades elevadas, medimos mais de 73 decibéis no interior. O conforto em marcha até é agradável, fruto de um bom compromisso da suspensão.

Os comandos principais do Peugeot 108 estão no sítio certo.
Os comandos principais do Peugeot 108 estão no sítio certo.

Os comandos são fáceis de utilizar após um curto período de familiarização, sobretudo se optar pelo sistema de infoentretenimento, que reúne quase tudo no ecrã tátil de 7 polegadas. Só é pena um sistema tão agradável estar montado num tabliê com tantos plásticos duros, alguns com arestas muito afiadas, e sem espaço para arrumar pequenos objetos. Outro ponto negativo: os comandos do computador de bordo obrigam o condutor a colocar o antebraço através do volante para o operar.

O acesso à mala é aceitável, dado que a porta é fácil de abrir, mas a operação de carga é complicada pela elevada distância entre o piso da mala e o solo. Há que vencer 78 centímetros de altura até ao friso e mais 30 centímetros entre este e o piso de carga. Medimos 15 litros de espaço extra debaixo do piso de carga, para objetos mais pequenos.