Notícias

Os carros mais seguros do ano

29 dezembro 2016 Arquivado
Os carros mais seguros.

Arquivado
Revelamos os automóveis mais seguros que testámos em 2016 na categoria dos pequenos e grandes familiares e dos SUVs da moda. Consegue adivinhar os vencedores? Pistas: um nasceu no Japão, outro fala coreano e há um alemão.

Início

Em 2016, destruímos 18 automóveis e 11 conquistaram a nota máxima de 5 estrelas. Foi um ano de grandes mudanças no programa de avaliações. A inclusão do sistema de travagem automática com deteção de peões resultou no elevado aumento da utilização desta tecnologia que pode salvar vidas, como equipamento de série ou como opcional. O Toyota Prius foi o primeiro carro a ser submetido ao teste com esta tecnologia, disponível em toda a gama. O equipamento de série, o chamado Toyota Safety Sense, portou-se bem e foi reconhecido por evitar ou diminuir as consequências do choque com os peões.

Testamos a segurança através do Euro NCAP, Programa Europeu de Avaliação de Carros Novos. Este realiza os testes de colisão, sob a égide da International Consumer Research and Testing, da qual somos parceiros desde o primeiro dia. Também já pode ver o nosso veredicto com a qualidade global, onde incluímos a segurança. Siga o nosso teste a mais de 200 automóveis.

Veja o vídeo dos novos testes ao Seat Ateca.

 

Agora, o título de “Melhor da categoria” na segurança só considera os carros que receberam a classificação máxima com o equipamento standard. A avaliação incide sobre carros com o equipamento de série na família de modelos disponíveis na União Europeia. Contudo, passou a ser possível a divulgação de uma classificação dupla para os fabricantes que assim o desejam. A segunda avaliação incide sobre modelos com pacotes de segurança disponíveis para todas as variantes, que podem ser vendidos como parte do equipamento de série ou opção extra, consoante o país. Esta demonstra os benefícios do equipamento opcional de segurança.

Muitos fabricantes começaram a aproveitar a classificação dupla para a publicidade. Algumas tecnologias são caras e nem todos os construtores automóveis conseguem já integrá-las como equipamento de base em toda a gama a um preço acessível para o público.

Apesar da pontuação máxima obtida pelo Mercedes Classe E, este foi o único modelo testado na categoria dos executivos. Por isso, não foi contemplado nos títulos. Impressionou pelo nível de segurança excecional (90%) na proteção das crianças.