Notícias

Mazda CX-5: motor turbodiesel 2.2 cumpre as promessas

11 outubro 2012 Arquivado

Arquivado

O motor a gasóleo 2.2 com 150 cavalos e a segurança são os principais trunfos do Mazda CX-5. Espaçoso e confortável, este modelo custa desde 31 450 euros e a fatura dispara por cada extra no equipamento.

Visibilidade compromete, espaço em alta

No Mazda CX-5, os espelhos exteriores são largos e garantem uma boa vista atrás. Mas a visibilidade global é pobre. Os obstáculos atrás são difíceis de localizar e a vista no espelho interior é medíocre.
Na hora de maiores apertos, todos os sensores em ação ajudam, mas somam 650 euros à fatura.
Na hora de maiores apertos, todos os sensores em ação ajudam, mas somam 650 euros à fatura.
A visibilidade global deixa muito a desejar.
A visibilidade global deixa muito a desejar.

Com vários espaços para guardar objetos no habitáculo, o Mazda CX-5 beneficia ainda de um rebatimento do banco traseiro muito prático. Com a ajuda das patilhas nas faces laterais da bagageira, o piso fica totalmente plano para a carga sem qualquer esforço manual extra.

Atrás, o Mazda CX-5 conta com 3 lugares autónomos. Estas 3 secções podem ser rebatidas. Beneficia de 460 litros de bagageira no novo Mazda CX-5. Se rebater os bancos, passa a contar com 905 litros de capacidade.

A porta da mala é muito fácil de levantar e o acesso à bagageira satisfaz.

Espaço e polivalência em alta. No Mazda CX-5 abundam compartimentos para arrumar os objetos essenciais.
Espaço e polivalência em alta. No Mazda CX-5 abundam compartimentos para arrumar os objetos essenciais.

Em largura e altura, a cabina frontal do Mazda CX-5 é muito generosa e oferece o espaço suficiente para ocupantes até 1,90 m de altura. Atrás, o espaço é também a nota dominante do CX-5: há muito espaço para viajar com todo o conforto. Os bancos traseiros recebem sem problemas passageiros até 1,95 m de altura.

Atrás, os passageiros até 1,95 m seguem viagem ao ritmo do conforto.
Atrás, os passageiros até 1,95 m seguem viagem ao ritmo do conforto.