Notícias

Mazda CX-5: motor turbodiesel 2.2 cumpre as promessas

11 outubro 2012 Arquivado

Arquivado

O motor a gasóleo 2.2 com 150 cavalos e a segurança são os principais trunfos do Mazda CX-5. Espaçoso e confortável, este modelo custa desde 31 450 euros e a fatura dispara por cada extra no equipamento.

Motor com boas prestações

O desempenho na estrada não engana. Concebido para longas viagens, o Mazda CX-5 conta com uma suspensão equilibrada e confortável. O prato forte é uma condução suave e com um ótimo amortecimento perante alguns desafios, como buracos ou ressaltos.

Dentro do Mazda CX-5, medimos 69 decibéis a rolar em velocidades elevadas. O motor de 4 cilindros é suave, discreto e o ruído da estrada e do vento não incomodam. O motor 2.2 proporciona um bom desempenho. Brinda-nos com um turbo de 2 fases que reforça a potência em qualquer regime de rotação. As mudanças exibem uma boa flexibilidade e as recuperações do Mazda CX-5 impressionam.

O motor de 150 cavalos responde de forma enérgica às decisões no pedal. O Mazda CX-5 demora 9,2 segundos a acelerar dos 0 aos 100 km/hora. Na distância de travagem exibe uma boa resposta: a 100 km/h precisa apenas de 35,7 metros até ficar totalmente imobilizado.

Estamos perante um casamento perfeito entre motor e caixa de velocidades. Esta é precisa. Quando utilizada, a marcha-atrás fica bloqueada e é fácil de mudar.

Com os bancos rebatidos, a capacidade quase duplica: passa a contar com 905 litros.
Com os bancos rebatidos, a capacidade quase duplica: passa a contar com 905 litros.
Sensores e câmara ao serviço da segurança: este extra soma 900 euros no preço da versão-base.
Sensores e câmara ao serviço da segurança: este extra soma 900 euros no preço da versão-base.

O Mazda CX-5 é fácil de manobrar e seguro de conduzir, mesmo para condutores inexperientes. A direção é eficaz, bastante precisa e proporciona um bom contacto com a estrada. O único ponto fraco é o amplo diâmetro de viragem: medimos 11,9 metros.

A travagem nas curvas provoca uma ligeira agitação deste SUV, mas nada que assuste. O CX-5 garante uma condução estável.

Em média, o Mazda CX-5 consome 5,4 litros de gasóleo aos 100 quilómetros em percursos mistos. Confirmámos a sua habilidade para poupar na condução urbana, devido ao auxílio do sistema i-stop (start/stop da Mazda), muito rápido a responder. Já em autoestrada, o consumo sobe para 6,7 litros de gasóleo aos 100 quilómetros.

O Mazda CX-5 disponibiliza muitos equipamentos e é pioneiro no conjunto de tecnologias de segurança ativa. Proposto como opcional, o sistema Smart City Break Support ajuda a prevenir colisões frontais a baixa velocidade (até 30 km/h). Recorre a um sensor instalado no para-brisas para monitorizar os carros à frente até uma distância de 6 metros.

Na bagageira, o Mazda CX-5 dispõe de 460 litros. 
Na bagageira, o Mazda CX-5 dispõe de 460 litros. 

Sensores e câmara ao serviço da segurança: este extra soma 900 euros no preço da versão-base.

Nos testes do EuroNCAP, o Mazda CX-5 recebeu 5 estrelas: conseguiu uma impressionante pontuação de 94% para os passageiros, 87% nas crianças, 64% nos peões e 86% na segurança.

Entre os principais rivais, destacamos o Nissan Qashqai e o VW Tiguan. Decida com as nossas contas ao custo por quilómetro e consulte os resultados para mais de 5 mil automóveis.