Notícias

Dacia Lodgy: 7 lugares low-cost

01 março 2013 Arquivado

Arquivado

O Dacia Lodgy impressiona pela enorme bagageira e boa visibilidade. A versão a gasolina custa desde 14 590 euros e o motor diesel a partir de 18 mil euros. O Dacia Lodgy é uma inovação sedutora.

Motor à altura, mas sem provocações

O motor de 4 cilindros e o chocalho do asfalto fazem-se ouvir, mas não incomodam. No interior do Dacia Lodgy, medimos 70 decibéis em velocidade elevada. Companheiro de viagem, o ruído do vento é claramente audível a 100 km/h e aumenta se acelerar.

A suspensão amortece bem as lombas, mas com velocidades elevadas o eixo traseiro pode acusar alguma instabilidade. O piso mais irregular na estrada é bastante percetível no interior e mesmo ao volante.

Bem escalonada, a caixa é precisa, mas pouco amiga de mudanças rápidas. Sem nervos, o motor do Dacia Lodgy responde corretamente ao acelerador. Denuncia pouca flexibilidade entre a 5.ª e a 6.ª velocidade.

O diâmetro de viragem curto facilita as manobras. O Dacia Lodgy exige 10,8 metros para a volta completa. Os travões são de confiança. A 100 km/h, o Lodgy precisa de 38 metros até ficar totalmente imobilizado. No capítulo dos consumos, em média, medimos um gasto de 5,6 litros aos 100 quilómetros. Em autoestrada, consome facilmente 7 litros aos 100 quilómetros.

Entre os principais rivais do Dacia Lodgy, destacamos o Ford Grand C-MAX, o Opel Zafira Tourer, o Renault Grand Scénic e o Nissan Qashqai +2. A nossa conta ao custo por quilómetro ajuda a desempatar. Consulte os resultados para 5 mil automóveis. Com orçamento até 20 mil euros, a concorrência só entra em jogo se considerar os seus monovolumes usados de 7 lugares.