Notícias

Combustível e renting automóvel com desconto para todos

Negociámos descontos no combustível e renting automóvel com condições especiais para sete modelos, incluindo um híbrido e um carro elétrico. Poupa dinheiro e desloca-se sem preocupações neste desconfinamento a conta-gotas.

  • Texto
  • Nuno César
30 março 2021
  • Texto
  • Nuno César
Consumidor a atestar o carro com combustível

iStock

Quase quatro mil consumidores já aproveitaram as condições especiais do portal Mais Mobilidade. Também pode beneficiar de descontos em combustível e na compra de bicicletas, trotinetes e motas elétricas.

Continuamos focados em proporcionar a todos os consumidores mais vantagens. Por isso, negociámos uma nova onda de descontos para quem se registe no portal Mais Mobilidade. Os consumidores podem pedir o cartão DECO+ gratuito para obter descontos até 15 cêntimos por litro durante três meses e aceder a mais vantagens.

Quero combustível com desconto

Em 2020, ajudámos os consumidores a poupar 3,6 milhões de euros em combustível através do cartão DECO+. Na prática, os portugueses atestaram mais de 45 milhões de litros de combustível com o desconto negociado. A poupança direta total em cartão ascende aos 28 milhões de euros desde o início da parceria com a Cepsa. Pode usar o desconto em qualquer dia da semana e sem condições.

Renting automóvel para sete modelos

Todos os consumidores podem acelerar ao volante do renting que negociámos para sete automóveis. Fiat 500 híbrido, Fiat 500C, Nissan Micra, Seat Leon, Seat Ateca, Seat Arona e o 100% elétrico Nissan Leaf estão na lista de propostas à sua espera. Prestação fixa com tudo incluído, zero preocupações, contrato revisto pela DECO PROTESTE e linha de apoio são as principais vantagens. Ajudamos a descobrir o carro à medida das suas necessidades.

Na proposta negociada pela DECO PROTESTE com a LeasePlan, destacamos a manutenção, as revisões, os pneus ilimitados, os impostos, o seguro automóvel, a assistência em viagem e o carro de substituição. Com esta ação, também recebe uma trotinete elétrica de oferta. O renting é uma alternativa ao financiamento. Permite utilizar o carro por um período, regra geral, entre 12 e 72 meses, em troca do pagamento de uma renda à empresa de renting, estipulada com base no veículo escolhido, no prazo definido e numa previsão dos quilómetros percorridos.

Motas e bicicletas elétricas convencem

Vasco Rosa, Rui Jesus e Paulo Torrinha são um exemplo de determinação dos consumidores à procura de novas soluções de mobilidade. Foram os últimos a aproveitar as vantagens que preparámos.

Vasco Rosa, de Comenda (Gavião), comprou a mota elétrica Super Soco TC Max. 
Vasco Rosa, de Comenda (Gavião), comprou a mota elétrica Super Soco TC Max. Poupança a fundo. (Fotografia: 4See/Pedro Martins)
Rui Jesus, de Ermesinde, trocou a mota de elevada potência pela nova bicicleta elétrica Neomouv Carlina. 
Rui Jesus, de Ermesinde, trocou a mota de elevada potência pela nova bicicleta elétrica Neomouv Carlina. (Fotografia: 4See/António Pedrosa)
Paulo Torrinha, de Corroios (Seixal), contratou o renting para conduzir o Seat Leon. 
Paulo Torrinha, de Corroios (Seixal), contratou o renting para conduzir o Seat Leon. (Fotografia: 4See/Ricardo Lopes)

Vasco Rosa, 46 anos, é técnico superior e vive em Comenda (Gavião). Subscritor da DECO PROTESTE há mais de 12 anos, comprou a Super Soco TC Max, que lhe custou 5107 euros em dezembro último. Carrega-a em casa, onde conta com painéis solares fotovoltaicos. A bateria fica pronta em seis horas. Na ida e volta para o trabalho, faz 70 quilómetros por dia. Se for de carro, gasta 7 euros em combustível. Com a mota elétrica gasta no máximo 50 cêntimos para o mesmo percurso.

Rui Jesus, 50 anos, é professor. Vive em Ermesinde e é nosso subscritor desde dezembro de 2014. Comprou a bicicleta elétrica Neomouv Carlina por 1462 euros. Tinha uma mota de alta cilindrada, mas dava-lhe pouco uso. No último ano, ao perceber que fazia mais quilómetros na bicicleta mecânica do que na mota, decidiu vendê-la e comprar uma bicicleta elétrica.

Paulo Torrinha, 41 anos, engenheiro informático, de Corroios (Seixal), subscreve as revistas PROTESTE e DINHEIRO & DIREITOS desde 2007. Aproveitou a ação do renting automóvel para ter uma viatura mais recente sem preocupações com seguros, manutenções e com um investimento inicial reduzido, além de agora contar com uma maior flexibilidade para trocar o carro sem o processo tradicional de compra e venda com desvalorização. Paga 250 euros por mês pelo Seat Leon.

Pode ver a reportagem completa com a experiência real dos consumidores na edição de maio da PROTESTE, que chega ao correio dos nossos subscritores a 27 de abril.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.