Notícias

Citroën C4 Cactus: o lado prático do estilo

30 junho 2015 Arquivado
Citroën C4 Cactus

30 junho 2015 Arquivado

O Citroën C4 Cactus promete fazer história com os airbumps. Estas almofadas de ar ajudam a poupar em reparações. O espaço abunda e a condução é segura. Únicos contras: a falta de versatilidade atrás e o treino para operar o ecrã tátil. Custa desde 16 mil euros.

Motor em teste

  • Citroën C4 Cactus PureTech 1.2 VTi.
  • 82 cavalos de potência, 1199 cc de cilindrada.
  • Bagageira com 320 litros ou 605 litros com os bancos rebatidos.
  • Consumo médio medido: 5,1 litros de gasolina aos 100 quilómetros.
  • Custo por quilómetro de 25 cêntimos.
  • Preço desde 17 000 euros.
A marca destaca a redução de peso do Cactus em 200 kg face ao Citroën C4 regular.
A marca destaca a redução de peso do Cactus em 200 kg face ao Citroën C4 regular.
Pontos fortes e fracos
Ponto forte Proteções laterais úteis contra toques na cidade
Ponto forte Muito espaço à frente
Ponto forte Condução segura
Ponto fraco Operações a bordo exigem treino
Ponto fraco Banco traseiro rebate num único bloco
Ponto fraco Vidro traseiro sem elevador
A qualidade de construção satisfaz, mas pode ser muito melhorada.
A qualidade de construção satisfaz, mas pode ser muito melhorada.
O Citroën C4 Cactus é o resultado de uma plataforma compacta, motores das mais recentes gerações e de baixa cilindrada, aço de elevada elasticidade, vidros traseiros com abertura e banco traseiro rebatível do tipo monobloco. Mas estes compromissos têm um preço a pagar ao nível da utilização diária.