Notícias

BMW X1: robusto e com bom desempenho

31 dezembro 2013 Arquivado

Arquivado

O BMW X1 destaca-se pelo espaço interior e ótimo contacto com a estrada. A reduzida capacidade da mala e a falta de visibilidade atrás são os pontos críticos.

Liberdade de movimentos

A bordo do X1, os comandos essenciais são bastante ergonómicos. Pode ajustar o volante em altura e profundidade. Os pedais e o punho da caixa de velocidades estão bem colocados. Antes de se fazer à estrada no BMW X1, tem de inserir a chave na ignição, carregar na embraiagem e pressionar o botão de arranque.

A função auto start-stop do BMW X1 desliga o motor nas paragens curtas para ajudar a poupar gasóleo. Também com esta missão, o computador de bordo apoia o condutor ao indicar a velocidade mais eficiente em tempo real. A função Eco Pro ajuda a encontrar um modo de condução eficiente. Ao carregar no botão, o sistema entra em ação e ajuda a baixar o consumo.

Na fila atrás há espaço suficiente para passageiros até 1,90 m. A largura interior cumpre.
Na fila atrás há espaço suficiente para passageiros até 1,90 m. A largura interior cumpre.

Dentro do X1, o habitáculo à frente satisfaz pelo espaço e liberdade de movimentos para os nossos joelhos. Recebe ocupantes até 1,97 m sem qualquer limitação. Acredite, o teto está muito longe. O conforto da viagem é um trunfo do X1. Os bancos desportivos acolchoados são muito confortáveis.

No BMW X1, conhecemos uma boa suspensão que absorve bem as lombas. No interior, o silêncio é a nota dominante. Medimos apenas 64 decibéis em velocidades elevadas. O ruído do vento só nos visita em velocidades elevadas, mas nunca ao ponto de incomodar.