Notícias

Automóveis: os Óscares da segurança em 2015

20 janeiro 2016 Arquivado
automoveis seguros

20 janeiro 2016 Arquivado

Revelamos os automóveis mais seguros em cada categoria. O Volvo XC90 arrasa com o melhor desempenho global do ano. O novo Honda Jazz continua a colecionar títulos e destaca-se entre os mais pequenos com 5 estrelas.

Início

Em 2015, destruímos quase 50 automóveis e mais de metade conquistou a nota máxima de cinco estrelas. Foi um ano muito rico e ocupado em matéria de segurança. Preparámos uma seleção especial e destacamos os seis carros que brilharam mais em todas as provas, mas no top com cinco estrelas moram outros nomes bem populares (alguns campeões de vendas), como os novos Opel Astra, Renault Mégane, Audi A4 e Honda HR-V.

Testamos a segurança através do Euro NCAP, Programa Europeu de Avaliação de Carros Novos. Este realiza os testes de colisão, sob a égide da International Consumer Research and Testing, da qual somos parceiros desde o primeiro dia. Para a maioria dos carros já pode ver o nosso veredicto com a qualidade global, onde incluímos o critério da segurança. Basta seguir os resultados do nosso teste a 230 automóveis.

Volvo XC90: é o primeiro carro com 100% nos sistemas de segurança.
Volvo XC90: é o primeiro carro com 100% nos sistemas de segurança.
Nos utilitários, o Honda Jazz arrasa, devido ao compromisso dos sistemas avançados de segurança.
Nos utilitários, o Honda Jazz arrasa, devido ao compromisso dos sistemas avançados de segurança.
Na lista de vencedores com um desempenho exemplar no teste de colisão, destacamos os carros mais seguros por classe à venda em Portugal:
  • Volvo XC90 (SUV).
  • Jaguar XE (familiar).
  • Opel Astra (pequeno familiar).
  • Honda Jazz (utilitário).
  • Ford Galaxy (MPV).
  • Mazda MX-5 (desportivo).

Estes modelos obtiveram a pontuação global mais elevada na sua categoria. No último ano, o novo teste da colisão frontal em toda a largura do carro teve, tal como esperávamos, um impacto significativo no desempenho dos pré-tensores nos cintos de segurança atrás e nos limites de carga em todos os setores.

Estas avaliações demonstram já um grande fosso entre os carros novos desenvolvidos com as tecnologias de segurança mais recentes e os modelos antigos, cuja segurança não foi atualizada e começam a ficar muito para trás nesta corrida. A travagem autónoma de emergência é um bom exemplo no reforço da segurança. Continua a chegar a mais marcas e modelos.


Imprimir Enviar por e-mail