Dicas

Condução eficiente protege pneus

24 agosto 2015
condução

24 agosto 2015

Os pneus representam entre 20% e 30% do consumo de combustível dos veículos, sobretudo devido à sua resistência ao rolamento. Veja as dicas para lhes prolongar o tempo de vida.

Controle regularmente a pressão dos pneus tendo como referência os valores indicados pelo fabricante. A partir de 1 de novembro de 2014 todos os veículos ligeiros e autocaravanas com o primeiro registo devem possuir um sistema para monitorizar a pressão dos pneus.

Circular com a pressão abaixo do recomendado pode aumentar o consumo entre 2% e 10%, pelo que deve verificar a pressão, no mínimo, uma vez por mês, sobretudo antes de uma viagem longa. Deste modo, reduz também o desgaste e aumenta a longevidade.

Para prolongar o tempo de vida dos pneus, evite subir passeios, passar sobre buracos, rolar em terrenos irregulares e travar ou acelerar de forma brusca. Assim poupa dinheiro na compra de novos pneus, aumenta a segurança e diminui o impacto ambiental.

Além do tipo de combustível utilizado e do automóvel, também o comportamento na estrada influencia o consumo e as emissões poluentes.

É em circuito urbano que o estilo de condução tem maior influência no consumo e nas emissões de dióxido de carbono (CO2) e gases poluentes com implicações na saúde. Neste género de trajeto e com um carro a gasolina, um condutor agressivo é responsável por um aumento de combustível e de emissões de CO2 na ordem dos 80%, face a uma condução económica e segura.

Em contrapartida, é na autoestrada que o tipo de condução menos influencia o consumo e a emissão de CO2. Uma vez atingida a velocidade máxima permitida e em condições normais, não são necessárias manobras que façam variar significativamente o consumo e a emissão de gases, como acelerações e travagens frequentes.


Imprimir Enviar por e-mail