Notícias

Matadouros: ácido láctico aprovado

20 março 2013 Arquivado

20 março 2013 Arquivado

O uso de ácido láctico em carcaças de bovino foi autorizado pelos Estados-membros. A DECO é contra e manifestou a sua posição em carta ao Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território.

A Comissão Europeia aprovou, no mês passado, a utilização de ácido láctico em carcaças de bovino, até agora proibida, nos matadouros. Trata-se de uma medida que desaprovamos. O objetivo é reduzir a contaminação superficial por microrganismos das carcaças, ainda no matadouro, mas isto não pode substituir as boas práticas de higiene. Além disso, o consumidor deveria ser claramente informado desta prática através da rotulagem. Mas a legislação não prevê esta obrigação.

Na altura da votação e aprovação desta medida, manifestámos o nosso desacordo. Enviámos, para isso, carta Ministério da Agricultura. Infelizmente esta medida acabou por ser aprovada.

Segundo a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar, a utilização de ácido láctico não suscita preocupações de segurança. Foi com base neste parecer que se decidiu autorizar o ácido láctico.

Nalguns países, como os Estados Unidos da América, esta prática já é permitida.