Notícias

As melhores postas de bacalhau para o Natal

27 novembro 2015
postas de bacalhau

27 novembro 2015

O bacalhau salgado seco inteiro crescido que se encontra à venda é, regra geral, muito bom. Mas, se está preocupado com os gastos da noite de Natal, as mercearias tradicionais cobram € 3 a mais por quilo, em média, do que os hipermercados.

Início

Ao toque, deixa cheiro e sal nas mãos: é o bacalhau salgado seco que, por tradição, mandamos cortar na loja, sobretudo na época natalícia. As 25 amostras que comprámos a granel na Grande Lisboa e no Grande Porto, e analisadas em laboratório, são, na maioria, de boa qualidade. Mas o excesso de humidade e os parasitas visíveis chumbaram seis amostras.

Para a Consoada, se tem como hábito cozinhar bacalhau (inspire-se nas nossas receitas), pode compensar deslocar-se às grandes superfícies. No confronto com as lojas tradicionais, ganham nos preços — são 17% mais baratas, em média — e não ficam atrás na qualidade. No momento em que pesquisámos os preços, em maio último, o El Corte Inglés, em Lisboa e no Porto, puxava a fasquia para baixo: € 6,98 por quilo. Já quem, por vezes, acrescenta mais uns euros são as mercearias: a Pérola do Arsenal, em Lisboa, por exemplo, vendia bacalhau da mesma categoria a € 11,70 por quilograma. 

O nosso estudo conclui ainda não haver fosfatos adicionados, o que põe de lado os receios recentes de que o bacalhau vendido em Portugal pudesse sofrer as consequências de uma lei contestada ao nível nacional. 

Antes de comprar, siga as nossas dicas.


Imprimir Enviar por e-mail