Dossiês

Intoxicação alimentar fora de casa: como reclamar

Como a comida nos põe doentes

A maioria dos problemas alimentares ocorre no verão, porque o calor proporciona as condições ideais para o desenvolvimento de grande parte dos microrganismos causadores de intoxicações alimentares. 

A contaminação pode ocorrer durante a produção, transporte, armazenamento ou preparação dos alimentos. Para isso, basta, por exemplo, que a temperatura de conservação seja mais elevada do que o recomendado, o alimento não seja congelado nas devidas condições ou que as facas, garfos e tábuas usados na confeção estejam mal-lavadas e com micro-organismos que possam passar para a comida. Algumas bactérias resistem e multiplicam-se a temperaturas baixas (cerca de 7 graus).

As preparações feitas com antecedência e sem uma correta conservação e a cozedura insuficiente favorecem o desenvolvimento de microrganismos. O calor destrói quase todos, mas pode não eliminar as toxinas.

As consequências da ingestão de alimentos contaminados podem ser mais ou menos graves, consoante a quantidade e tipo de microrganismo e o estado de saúde do consumidor. As crianças, grávidas, idosos e doentes são mais sensíveis a estes problemas. Devem ter cuidados redobrados.