Primeiras impressões

Iogurte Mimosa sem lactose: só para uma minoria

23 novembro 2010 Arquivado

23 novembro 2010 Arquivado

O iogurte sem lactose da Mimosa é útil para quem é pouco tolerante àquela substância. Para os restantes, não compensa pagar mais do dobro face a um iogurte tradicional.

A principal alegação do Mimosa Bem Especial Sem Lactose é verdadeira: não contém lactose. Já o seu equivalente com esta substância, também testado na versão com sabor a morango, contém 4,5 gramas por 100 gramas. Ou seja, cada iogurte de 125 gramas possui 5,6 gramas de lactose. Mas para saborear este novo iogurte terá de pagar, em média, por unidade, mais do dobro face ao tradicional: 51 contra 23 cêntimos, respectivamente.

O grau de tolerância à lactose é variável. A maioria dos indivíduos diagnosticados com intolerância à lactose ou que a digerem mal conseguem tolerar 12 gramas, com poucos ou nenhuns sintomas, refere a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA), num parecer de Setembro último. Por isso, não necessitam deste tipo de produto. Seria importante especificar a população-alvo. A menção “adequado a todos os intolerantes à lactose: crianças, adolescentes e adultos, independentemente do seu grau de tolerância” é demasiado abrangente.


Indicar que é indicado para crianças, adolescentes e adultos é demasiado abrangente. 
O argumento de eliminar o risco de má digestão só se aplica a quem tenha muito baixa tolerância à lactose.

Pergunte ao seu médico de família ou gastroenterologista se é indicado consumir o Mimosa Bem Especial Sem Lactose. O consumidor pode avaliar, por si, se suporta bem um iogurte tradicional. Caso a tolerância seja muito baixa, o novo produto da Mimosa é benéfico e uma forma de ingerir iogurte.

Os iogurtes digerem-se facilmente. Por isso, o argumento “elimina o risco de má digestão”, em destaque na embalagem, só é aplicável para quem tem uma tolerância muito baixa.

Em geral, os iogurtes são uma fonte natural de proteínas, cálcio e fósforo. Não é uma mais-valia deste produto, ao contrário do que o consumidor possa interpretar pelo destaque dado a esta alegação na parte frontal do rótulo.


Imprimir Enviar por e-mail