Notícias

Massas folhadas e quebradas: as melhores entre 31 marcas

Início

Massas folhada e quebrada rimam com doces e salgados. Ponha literalmente as mãos na massa e experimente novas receitas. Descubra as melhores marcas no comparador e siga as dicas para tirar o melhor rendimento deste tipo de massas.

  • Dossiê técnico
  • Sofia Mendonça e Susana Costa Nunes
  • Texto
  • Deonilde Lourenço
27 novembro 2018
  • Dossiê técnico
  • Sofia Mendonça e Susana Costa Nunes
  • Texto
  • Deonilde Lourenço
massa quebrada folhada

iStock

receitas doces e salgadas que não existem sem massa folhada ou quebrada. Mas quais as melhores? No nosso comparador, pode conferir a classificação das 31 massas submetidas a uma prova de degustação profissional. Escolha a melhor massa para preparar as receitas que propomos, mas também para aquelas que faz habitualmente. Só que agora a diferença é que, com as massas mais bem classificadas, consegue dar-lhes uma nova roupagem. 

Crocantes e folhadas

Se a massa folhada não folhar com uma definição perfeita (o efeito pretendido é semelhante ao de um bolo mil-folhas), não serve bem os propósitos culinários. Não fará um strudel de maçã com a melhor massa. Até pode ser saborosa e crocante. Mas visualmente o efeito tem de aparentar-se a folhas. As massas quebradas, por sua vez, são perfeitas para forrar formas para preparar quiches, por exemplo. Não se compadecem, porém, com uma textura seca. Crocância e sabor são indispensáveis.

Os ingredientes são básicos (farinha de trigo sem fermento, água, sal e manteiga ou margarina), mas o desempenho não o pode ser. Há marcas que merecem cinco estrelas e que correspondem na perfeição à checklist predeterminada. Por exemplo, a crocância não é teórica: a massa estala mesmo quando a cortamos ou a trincamos se a folhagem estiver bem definida. E a textura ou o volume têm de obedecer a certos requisitos. A textura tem de ser agradável e o volume suficientemente expressivo. A sensação de gordura, por exemplo, não pode anular os outros sabores. 

Malditas calorias

São saborosas, mas e os ingredientes utilizados? É isso. A determinado momento, é inevitável falar das calorias. Para nos lembrarem de que não convém usar sem limites determinados ingredientes ou alimentos. Neste caso, o teor calórico é proveniente da gordura da manteiga ou da margarina. Não só o teor de gordura das massas é elevado, como inclui as saturadas, aquelas que, quando ingeridas em excesso, podem ter efeitos nocivos para a saúde. Aproveite, portanto, a época natalícia, durante a qual os excessos são tolerados. Como recusar uma fatia de strudel de maçã? Ou uma tartelete? Ou um bife Wellington? Ou mesmo uma quiche? O segredo está em deixar o consumo destes alimentos para dias de festa, em receitas salgadas ou doces. 

 

Este artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais se for indicada a fonte e contiver uma ligação para esta página. Ver Termos e Condições.