Notícias

Gelados de chocolate: procure o melhor preço

28 abril 2017
Gelado de chocolate

28 abril 2017
As embalagens familiares não desiludem os fãs de gelado com sabor a chocolate. O segredo é simples: escolha o mais barato e pode economizar € 10 por quilo. As versões com aparência gourmet não compensam.

As notícias são boas para quem gelado é sinónimo de chocolate. No nosso teste, nenhuma marca de gelado desiludiu no teste. Contas feitas a todos os critérios analisados, o sabor é o mais importante e não dececionou, o que significa que, entre 15 amostras, há muito por onde escolher. Como são de boa qualidade, basta escolher pelo preço? Sim, há gelados muito bem avaliados com preços acessíveis face a marcas de prestígio. Ou seja, as versões gourmets são mais caras, mas não são necessariamente melhores. O rótulo remete, por exemplo, para “momentos de luxo”, mas a qualidade é idêntica às das versões normais. Susana Costa Nunes, nossa analista de mercado, explica: “chega a haver diferenças de cerca de € 8 por quilo entre duas versões da mesma marca, e a mais barata até obteve melhores resultados”.

Please fill the source and the alt text 
Comer gelado de chocolate, mas com conta e medida.
 

Os gelados não fornecem muita proteína. Mas a gordura pode triplicar de uma amostra para outra, com um valor médio que supera os 11%: a proteína láctea representa cerca de metade deste valor. Além disso, a larga maioria dos ácidos gordos são saturados (cerca de 70%), os menos interessantes para a saúde. Os hidratos de carbono representam a principal fonte de energia, com destaque para os açúcares: em média, 24 gramas por cada 100 gramas de gelado. Calculámos o valor energético aproximado por 50 gramas, que para algumas das amostras corresponde a duas bolas de gelado. Em média, os produtos testados fornecem 240 kcal por 100 gramas.