Notícias

Garrafas de plástico podem ser reutilizadas

17 julho 2017
Garrafas de plástico podem ser reutilizadas

17 julho 2017
Usar a mesma garrafa de plástico várias vezes não é mais arriscado do que usar garrafas de vidro. Lave-a com regularidade, para evitar a acumulação de bactérias.

A nossa leitora Maria Cruz, de Lisboa, leu um artigo na revista Visão que desaconselhava a reutilização de garrafas de plástico, porque poderiam representar risco para a saúde, devido à migração de componentes químicos para os líquidos ingeridos. Em causa está um composto químico chamado bisfenol A (BPA). Uma vez que nunca tinha ouvido falar do assunto e costuma reaproveitar estas garrafas, Maria pediu-nos esclarecimentos. 

O bisfenol A não está presente em garrafas plásticas PET (polietileno tereftalato), normalmente usadas para água engarrafada. Algumas substâncias químicas podem migrar para os líquidos, mas só quando são ácidos, consideravelmente gordurosos ou doces, o que não acontece com a água.

Mas as garrafas plásticas podem acumular as bactérias que deixamos no gargalo ao bebermos. O mesmo acontece com as garrafas de vidro, os termos e  os copos. Não há mais riscos com as garrafas de plástico do que com qualquer outro material. O importante é lavá-las com alguma frequência, tal como fazemos com os copos ou as canecas. Veja o nosso teste a máquinas de lavar loiça e a detergentes e descubra as soluções mais em conta.

Apesar de não se conhecerem perigos relacionados com as garrafas plásticas, as de vidro são mais fáceis de limpar (mesmo a altas temperaturas) e garantem maior higiene.