Notícias

Como descodificar rótulos que podem induzir em erro

Seja um inspetor dos rótulos

Para não ser induzido em erro, há 8 aspetos a que deve estar atento.

Leve para casa o produto que quer. Consumidores ocupados, desatentos e impulsivos podem adquirir produtos que não correspondem ao que estão à espera. A leitura atenta de rótulos em letra minúscula, em fundos escuros, é incompatível com consumidores apressados. Pense: estou a levar o produto que quero?

Leia os rótulos e certifique-se das características do produto. Dê particular atenção à lista de ingredientes que fazem parte da composição. Aparecem sempre por ordem decrescente, incluindo os aditivos e os ingredientes alergénicos.

Nas bebidas, em especial nos sumos de fruta, garanta que o termo “100%” se refere ao tipo de sumo (sumo 100%) e não à percentagem da fruta que vem destacada na frente da embalagem.

Consulte a declaração nutricional para saber os teores de açúcar, sal, lípidos ou gordura dos produtos, de forma a certificar-se de que satisfazem as expectativas.

Olhe atentamente para a embalagem. As marcas usam imagens e palavras apelativas para influenciarem os consumidores a comprar. Verifique se a informação sobre os ingredientes corresponde ao que vem na frente da embalagem. Uma leitura atenta evita alguns dissabores.

“Sabor a” não está definido na lei e, na maioria dos casos, o produto contém apenas aromas, e não o ingrediente em que estava a pensar (exemplo: gelatina com sabor a melancia). Confirme no rótulo.

Questione as escolhas que faz instintivamente. As palavras “artesanal”, “caseiro”, “tradicional” na embalagem atraem a atenção e levam a comprar? Estes termos podem fazer acreditar que os produtos são mais saudáveis e naturais, mas na verdade não estão explicítos na lei. Leia o rótulo e veja se fazem sentido. Ensine os mais novos a serem críticos face à publicidade.