Notícias

Agência da OMS reconhece contributo do Nutri-Score para uma alimentação saudável

O Nutri-Score, código de cores que simplifica a informação sobre a qualidade nutricional de alimentos, classificando-os de A a E, foi reconhecido por uma agência da OMS pelo seu contributo na prevenção de doenças e na promoção de uma alimentação mais saudável.

  • Dossiê técnico
  • Dulce Ricardo e Sofia Mendonça
  • Texto
  • Ana Rita Costa e Filipa Nunes
08 setembro 2021
  • Dossiê técnico
  • Dulce Ricardo e Sofia Mendonça
  • Texto
  • Ana Rita Costa e Filipa Nunes
nutri-score

iStock

Ajuda a interpretar, de forma rápida e fácil, a informação nutricional dos produtos e permite aos consumidores fazerem escolhas alimentares mais saudáveis. O Nutri-Score, código de cores para embalagens que classifica a qualidade nutricional dos alimentos, já foi adotado em vários países europeus e apoiado por centenas de cientistas e profissionais de saúde. Agora foi a vez da Agência Internacional para a Investigação do Cancro (IARC, na sigla em inglês), que acaba de o reconhecer como uma solução eficaz para guiar os consumidores na escolha de produtos alimentares mais saudáveis.

EXIJA O RÓTULO QUE FALA PARA SI

A agência, que integra a Organização Mundial da Saúde (OMS), afirma que o Nutri-Score tem “um papel importante a desempenhar” não só pela ajuda que dá aos consumidores, permitindo-lhes “fazer escolhas informadas” acerca da qualidade nutricional dos produtos, mas também pelo facto de poder incentivar os fabricantes a colocar produtos alimentares mais saudáveis no mercado.

A IARC pede ainda a adoção do Nutri-Score em toda a União Europeia e fora do espaço comunitário, e sublinha que este poderá contribuir para diminuir o risco de desenvolvimento de doenças como o cancro ou outras relacionadas com a nutrição.

Como funciona o Nutri-Score

O Nutri-Score classifica a qualidade nutricional dos alimentos, de A a E, usando diferentes cores (verde, verde-claro, amarelo, laranja e vermelho). Um produto classificado com a letra A, sobre verde, é um alimento nutricionalmente mais interessante comparativamente a um produto classificado com a letra E, sobre vermelho. Para esta classificação contribuem fatores como a percentagem de fruta, legumes, leguminosas, frutos secos, fibras e proteínas, por exemplo, considerados positivos. Uma elevada quantidade de gordura saturada, açúcares ou sal, por outro lado, pode resultar numa pior classificação.

Em Portugal, onde a utilização deste logótipo é voluntária, apesar de o número de aderentes ter vindo a crescer, ainda são poucos os produtos que o disponibilizam na sua embalagem. Temos defendido que a comparação entre produtos só poderá ser realizada quando o Nutri-Score marcar presença nos alimentos, de forma generalizada. Nesse sentido, entregámos recentemente uma carta aberta e um dossiê aos grupos parlamentares e ao Governo. Nestes documentos explicamos o nosso apoio ao Nutri-Score, evidenciando toda a sua robustez e crescente consenso científico e utilidade para os consumidores na definição de uma alimentação mais saudável.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.