Guia de compras

Cabrito e borrego: como escolher, conservar e preparar a carne

03 março 2021
Prato de cabrito com batatas e ramos de alecrim

Do ponto de venda à cozinha, as carnes de cabrito e de borrego requerem uma atenção extra ao nível da escolha, conservação e preparação. De outra forma, podem perder o sabor e a qualidade nutricional.

10 dicas para escolher e conservar o cabrito e o borrego

Quando comprar a carne, verifique a cor e o odor. Depois de uma boa escolha, o processo de conservação é outro fator importante para manter o sabor e a qualidade nutricional do alimento.

  1. A carne deve ter um odor neutro e pouco pronunciado. Exclua peças de carne com matérias estranhas, sujidade e sangue.
  2. Ao comprar borrego ou cabrito pré-embalado, escolha aquele com data de abate, de embalagem ou de início de comercialização mais recente e data limite de consumo mais alargada.
  3. Verifique se não existem perdas de líquido da embalagem e se a carne está bem protegida.
  4. Guarde a carne no frigorífico um a dois dias, num prato, na zona mais fria. Verifique se não contacta com outros alimentos, sobretudo os prontos a comer, como alface ou queijo.
  5. Para conservar a carne de borrego e cabrito durante mais tempo, guarde-a no congelador convenientemente protegida, de forma a não contaminar outros alimentos.
  6. A contaminação cruzada é a que passa de um alimento cru para outro que não vai ser confecionado ou para utensílios. Lave bem as superfícies, as bancadas e as mãos antes de tocar noutro alimento.
  7. Descongele a carne no frigorífico antes de cozinhá-la.
  8. Verifique se a carne está bem cozinhada seja qual for o modo de preparação.
  9. Depois de confecionada, sirva-a de imediato. Não a deixe muito tempo à temperatura ambiente.
  10. Ao reaquecer a carne, faça-o pelo menos a uma temperatura de 65ºC. Não convém mantê-la mais do que dois ou três dias no frigorífico quando está cozinhada.