Guia de compras

Azeite virgem extra: guia de compras

06 julho 2018
azeite

06 julho 2018
No azeite, o “extra” significa qualidade e preços superiores. A cor nada tem a ver com a qualidade do azeite, mas a conservação e a frescura contam muito.

O azeite é a essência da chamada “cozinha mediterrânica". É muito apreciado pelos consumidores para ser usado cru, por exemplo, em saladas, ou também em refeições cozinhadas. Existem três categorias de azeite: normal, virgem e virgem extra.

A categoria “virgem extra” associa-se ao azeite de maior qualidade, produzido com azeitonas de boa qualidade, do qual se espera um sabor e aroma intensos, mas também delicados. Obtém-se diretamente do fruto da oliveira através de processos mecânicos ou por outros processos físicos, mas em condições que não o degradem. Também não pode ter sofrido tratamentos além da lavagem, decantação, centrifugação ou filtração.

De um modo geral, podemos confiar nos rótulos das garrafas de azeite e na garantia de “virgem extra”. Na altura de comprar, esqueça os mitos e siga algumas dicas:

  • compre o azeite mais fresco possível, ou seja, mais longe da data de validade;
  • não compre azeite que esteja numa prateleira com luz direta ou próxima de fontes de calor como, por exemplo, motores de frigoríficos;
  • a cor do azeite não é sinal de qualidade. Os mais esverdeados são feitos a partir de azeitonas mais verdes e os mais amarelados indicam que provêm de azeitonas mais maduras;
  • em casa, guarde o azeite num local escuro com rolha esmerilhada e não demore muito a consumi-lo;
  • evite comprar grandes quantidades de azeite e prefira um recipiente com o tamanho adequado ao consumo habitual;
  • conserve o azeite em garrafas de vidro escuro ou de aço inoxidável, evitando o contacto com a luz. As de plástico não são recomendáveis devido ao risco de migração de certos compostos para o azeite;
  • guarde o azeite num local de conservação fresco e seco, longe da luz e do calor, evitando baixas temperaturas (pode ficar turvo e solidificar, o que dificulta a utilização). Afaste a garrafa de cheiros intensos, como especiarias;
  • não se guie apenas pela acidez, pois este aspeto representa apenas um entre muitos parâmetros de qualidade do azeite.

Três categorias de azeite, diferentes usos

O azeite virgem extra é ideal para temperar e pode ser consumido diretamente. Os de sabores mais suaves são perfeitos para temperar saladas e alimentos com sabores suaves, assim como alimentos doces. O azeite virgem extra com sabores intensos acompanha melhor com alimentos que tenham um sabor mais forte e pode ser usado em alguns molhos.

O azeite virgem também se pode consumir cru, mas é igualmente bom para marinar ou para fazer assados, sopas e ensopados.

Mais barato do que os outros, o azeite normal é um azeite refinado enriquecido com azeite virgem, aromático e frutado, com acidez igual ou inferior a um por cento. É ideal para fritar devido à sua resistência a altas temperaturas.

Com a nossa Escolha Acertada do teste ao azeite pode poupar até 12 euros. A partir de € 3,98 euros já é possível comprar um bom azeite virgem extra.