Dicas

Sardinha fresquinha com boas cores

03 junho 2019
sardinhas assadas

Rica em ómega 3, a sardinha pode proteger as artérias e o coração. Aproveite os santos populares e coma-a mais vezes, com pimentos. Fresca custa até 10 euros.

Ementa para os Santos Populares

Caldo verde

Valor energético: 165 kcal/pessoa
Preço (4 pessoas): € 2

Ingredientes para 4 pessoas:

  • 1,3 l água
  • 150 g de couve galega (já preparada)
  • 400 g batata
  • 110 g cebola (1 unidade média)
  • 30 g de chouriço (magro) de carne de porco
  • 15 ml de azeite
  • Sal e pimenta q.b.

Descasque, lave e corte as batatas e a cebola em pedaços. Coloque uma panela ao lume com 1,3 litros de água, o sal, a pimenta e o azeite. Quando a água começar a ferver, junte a batata, a cebola e o chouriço ainda inteiro e deixe cozer. Quando as batatas estiverem cozidas, retire o chouriço e triture tudo com a varinha mágica. Lave bem a couve, já cortada para caldo verde, e junte-a ao creme de batata. Deixe ferver 5 minutos. Retifique os temperos e sirva com o chouriço cortado em rodelas.

Dicas de compra e conservação

Muitas vezes, encontra couve-galega à venda já cortada para caldo verde. Mas pode também comprá-la inteira e cortá-la em casa. Neste caso, escolha uma couve viçosa e de coloração verde uniforme. Não compre couves com folhas exteriores amarelecidas, sinal de falta de frescura. No frigorífico, conservam-se uma semana dentro dum saco de plástico. Para a couve ficar mais verde, escalde-a em água a ferver temperada com sal e arrefeça-a depois em água e gelo.

Escolha um chouriço de aspeto brilhante, com consistência firme, invólucro sem ruturas, bem aderente à massa e cheiro típico. Caso seja flácido, o chouriço denuncia excesso de humidade, gordura ou cura insuficiente. Procure produtos de cor avermelhada. As diferentes tonalidades resultam sobretudo da massa de pimentão e de variantes no fabrico, como a temperatura e a fumagem. Se a cor for desmaiada ou acastanhada pode ser sinal de fumagem deficiente.

Opte por enchidos sem fragmentos de courato, cartilagens ou pedaços de osso. A massa deve estar bem ligada, com aspeto marmoreado e distribuição regular dos pedaços de carne e gordura avermelhada e branca. A quantidade de gordura não flácida deve ser moderada. Conserve no frigorífico. Respeite a data de validade indicada na embalagem, em geral, inferior a 3 ou 4 meses após o fabrico. Uma vez aberto, não guarde o chouriço por mais de 15 dias. Esteja atento ao aparecimento de bolores na superfície ou à rancificação da gordura. Pode identificá-la pela cor amarela e pelo cheiro a ranço. Nestes casos, não consuma o chouriço.

Sardinha assada com batata cozida e salada de pimentos

Valor energético: 450 kcal/pessoa
Preço (4 pessoas): € 7

Ingredientes para 4 pessoas:

  • 600 g sardinha;
  • 760 g de batata;
  • 40 ml de azeite;

Ingredientes para a salada de pimentos:

  • 270 g pimentos (3 unidades);
  • 300 g tomate (1 unidade grande);
  • 110 g cebola (1 unidade média);
  • 20 ml de azeite;
  • vinagre, sal e pimenta q.b.

Descasque, lave e corte as batatas em metades. Coza-as numa panela com água previamente aquecida e temperada com um pouco de sal. Quando estiverem cozidas, escorra a água das batatas. Estão prontas a servir. Entretanto lave os pimentos e leve-os a assar com as sardinhas no forno ou num grelhador. Para a salada de pimentos: depois de assados, pele e retire as sementes aos pimentos, corte-os em tiras e coloque-os numa saladeira. Descasque e corte a cebola e o tomate em pedaços e junte aos pimentos. Tempere com uma pitada de sal, pimenta, azeite e vinagre. Sirva as batatas num prato, acompanhadas com as sardinhas temperadas com um fio de azeite e a salada de pimentos.

Dicas de compra e conservação

Opte por pimentos rijos, brilhantes e sem manchas ou indícios de podridão. Ricos em vitamina C e carotenos, são ainda uma boa fonte de fibras. Os pimentos conservam-se na zona menos fria do frigorífico (gaveta dos legumes) num saco de plástico perfurado, até 5 dias. Os pimentos verdes são mais amargos e, os vermelhos, adocicados. Os amarelos ou cor de laranja são aromáticos e pouco doces. Acompanham a sardinha assada na perfeição. Ao retirar a pele evita transtornos gástricos. Para facilitar, depois de assados mergulhe os pimentos numa taça com água fria por alguns minutos.

Verifique a frescura da sardinha: pele com pigmentação viva, brilhante e sem descoloração, carne firme e elástica, cheiro suave a maresia, olhos salientes, com córnea transparente e pupila negra e circular e guelras vermelhas.

Escolha variedades de batata para cozer ou assar. As batatas contêm sais minerais, sobretudo potássio, e vitaminas do grupo B. O teor em vitamina C é muito elevado após a colheita e diminui ao longo do tempo. Apresentam um teor elevado em amido. Não compre batatas murchas ou greladas, sinal de que estão velhas. Evite tubérculos de cor esverdeada, pois a casca contém solanina uma substância tóxica. Guarde as batatas num local seco e escuro, para não formar solanina, e a uma temperatura acima dos 8ºC (na despensa, por exemplo). Não guarde as batatas no frigorífico pois ficam doces após algumas semanas.

Arroz doce

Valor energético: 300 kcal/pessoa
Preço (4 pessoas): € 2 

Ingredientes para 4 pessoas:

  • 500 ml leite UHT meio-gordo;
  • 170 g arroz carolino;
  • 2 gemas;
  • 170 g de açúcar;
  • sal e canela q.b.;
  • casca de limão.

Lave o arroz e leve-o ao lume com o leite previamente fervido e o açúcar. Junte a casca de limão quando levantar fervura. Depois de cozido, retire do lume e adicione uma pitada de sal. Bata as gemas e junte-as ao arroz. Mexa bem e leve novamente ao lume para cozer as gemas. Retire a casca de limão, deite numa travessa e enfeite polvilhado com canela.

Dicas de compra e conservação

Existem diferentes variedades de arroz: carolino, agulha e basmati. Para o arroz doce, prefira o carolino. Produzido em Portugal, este arroz é menos branqueado e mais nutritivo do que o agulha. Tem os grãos arredondados e absorve facilmente a água, adquirindo o sabor dos alimentos com que é cozinhado. Para conservar o arroz em boas condições, guarde-o numa embalagem ou recipiente hermeticamente fechado e num ambiente fresco, seco e arejado. Afaste o arroz de alimentos com cheiro intenso, como especiarias.

Avalie a frescura dos ovos em quatro passos. Ao colocar o ovo na água, este deve permanecer no fundo do recipiente. Os ovos velhos flutuam. A casca destes é mais lisa e com brilho. A do ovo novo é áspera e opaca. Quando aberto, um ovo fresco quase não tem odor. A clara, límpida e translúcida, é gelatinosa, e a gema saliente. Se a clara estiver fluida e a gema achatada, é muito provável que o ovo esteja envelhecido. Num ovo fresco, as calazas mantêm o ovo no lugar. À medida que um ovo envelhece, a gema torna-se móvel. Sacudindo vigorosamente um ovo, se for velho, ouve-se um ruído característico.

Para que os ovos não se partam na cozedura, adicione vinagre antes de ferver a água. Conserve os ovos no frigorífico, com a ponta fina para baixo. Retire apenas os ovos de que necessita e respeite a data de validade impressa na embalagem ou nos ovos. Evite submetê-los a variações de temperatura acentuadas. Escolha ovos com casca intacta e limpa. Lave-os imediatamente antes da sua utilização, para não danificar a cutícula que protege o ovo da entrada de bactérias. Cozinhe de forma adequada os alimentos com ovos. Bactérias como a Salmonella são destruídas pelo calor.