Dicas

Castanhas quentes, boas e nutritivas

08 novembro 2017
castanhas

08 novembro 2017
A festa de São Martinho, uma tradição apreciada em novembro, dá fama à castanha, fruto que vem dos romanos.

Até fevereiro, ao mesmo tempo que o frio finalmente chega, é possível sentir o cheirinho das castanhas pelas ruas e também encontrá-las à venda no supermercado. Nem todos praticam o mesmo preço: encontrámos uma variação entre €2,99 e 6,50 euros. Por isso, não compre por impulso. Pode custar-lhe uns bons euros.

As castanhas são muito nutritivas e contêm uma quantidade apreciável de vitamina C, E, B1, B6 e B9 (ácido fólico) e de sais minerais, como o potássio e magnésio.

Rica em amido e, por isso, de difícil digestão, a castanha é pobre em gordura quando comparada com outros frutos gordos, como a castanha de caju, a noz ou as amêndoas. Se forem cozidas, são mais fáceis de digerir. Por cada 100 gramas, contém 185 quilocalorias. A castanha apresenta ainda um elevado teor em fibras.

Cruas, piladas (secas), assadas ou cozidas com erva-doce, as castanhas podem ser utilizadas na culinária, a acompanhar os assados e em puré, em pratos de carne e peixe, ou sopa, por exemplo. Também conferem um sabor bastante agradável às sobremesas. A castanha pilada, que se vende todo o ano, é posta a secar ao fumeiro e depois descascada. Neste caso, utilizam-se frutos pequenos.

A China é o país com maior produção mundial de castanha. Em Portugal, há castanhas com Denominação de Origem Protegida. É o caso das castanhas dos Soutos da Lapa, da Padrela e da Terra Fria, todas de Trás-os-Montes, e da Castanha de Marvão, da região de Portalegre, no Alentejo. No século XVII, a castanha fez parte da base da alimentação dos portugueses, até à generalização da batata.

Nos supermercados, encontra-as cruas, congeladas ou piladas. A castanha martainha é a variedade mais cara. Entre outras variedades nacionais, encontra à venda castanhas Longal, Judia e variedades temporãs da região de Trás-os-Montes, Longal e Martainha da Beira Interior e Bária do Alentejo.

Há quem acompanhe as castanhas com água-pé, vinho tinto ou rosé, mas a jeropiga é a bebida mais comum. Neste caso, às calorias das castanhas somam-se cerca de 80 quilocalorias de um copo de vinho ou de um cálice de jeropiga.

Dicas de confeção e conservação

  • Antes de assar ou cozer as castanhas, convém fazer um pequeno corte na pele, para evitar que rebentem. As castanhas devem ser bem cozidas e mastigadas para facilitar a assimilação.
  • Na loja, repare no estado da casca: a mesma deve ser brilhante.
  • As castanhas podem ser conservadas cozinhando-as numa calda de açúcar, conhecida por marron glacé.
  • No congelador, conservam-se com casca durante 3 meses. No frigorífico, em sacos de plástico perfurados, até 1 mês. À temperatura ambiente, em lugar fresco, seco e bem ventilado, até 1 semana.

Receita para o São Martinho: creme de castanhas com erva-doce

Ingredientes (6 pessoas)

  • 500 gramas de miolo de castanha
  • 1 copo de leite UHT meio-gordo (250 ml)
  • 3 batatas médias (235 g)
  • 100 g de cebola
  • 2 colheres de sopa de azeite (20 g)
  • Erva-doce q.b.
  • Pimenta moída q.b.
  • Sal q.b.

Preparação
Tempo de preparação: 15 minutos
Tempo de confeção: 30 minutos

Pique a cebola e refogue em azeite, junte a batata e as castanhas. Adicione água suficiente, tempere com sal e pimenta e deixe cozer. Quando tudo estiver cozido, triture bem com a varinha mágica e adicione o leite. Deixe ferver ligeiramente. Retifique com sal e tempere a gosto com erva-doce.

Finalização
No momento de servir, pode decorar a sopa com um fio de azeite, o que, apesar de acrescentar algum valor calórico, adiciona características nutricionais muito boas.

Informação nutricional por pessoa
241 kcal
5 g proteínas
5 g gordura
43 g hidratos de carbono