Dicas

Carne de porco: esqueça o mito da gordura

01 maio 2017
Carne de porco: esqueça o mito da gordura

01 maio 2017

O valor nutricional da carne de porco varia bastante com a peça. Não se deixe levar pela ideia generalizada de que esta carne faz mal.

Início

Do porco, tudo se aproveita para uso culinário - desde o focinho até ao rabo. Mas, apesar da popularidade do suíno, a má fama persegue-o: muitos consumidores associam-no a uma carne gorda e rica em colesterol. A verdade é que, quando analisamos o seu teor em lípidos (gorduras) e colesterol, constatamos que estes variam muito. Se há partes do animal com um elevado valor calórico, caso da orelha, outras têm valores bastante mais baixos, como a bifana da perna.

A nossa avaliação nutricional teve em conta o animal por inteiro e incidiu sobre as proteínas, a gordura total, a humidade, as cinzas, as gorduras saturadas, o colesterol e o valor energético. Os resultados mostram uma grande amplitude de valores no que diz respeito ao valor energético, teor de lípidos, teor de ácidos gordos saturados e teor de colesterol por 100 g de carne. No entanto, a quantidade de proteínas não difere muito de peça para peça.

Onde está cada parte da carne

Porco: esqueça o mito da gordura

A orelha e a entremeada são as partes do porco com mais gordura. A bifana e o lombinho são as mais saudáveis.

Carne de porco: valores nutricionais
Peça Valor energético
Lípidos totais


Ácidos gordos 
saturados

Colesterol

  kcal/100g g/100g
g/100g mg/100g
Orelha 
257
17,9
5,4
117
Entremeada
202
14,1
5,1
84
Entrecosto 187 12,8
5,1
82
Costeleta do cachaço
180
11,7
4,8
77
Pernil
158
8,6
3
93
Costeleta do lombo
148
6,6
2,5
80
Rojões da pá
120
4
1,5
73
Chispe
115
4,6
1,6
75
Lombinho
113
3,1
1,3
64
Bifana da perna
109 2,3
0,8
68

Bifana e lombinho são os melhores cortes para um consumo habitual, enquanto a orelha deve ser comida mais raramente. O lombinho, embora tenha um valor energético ligeiramente superior à carne de bifana da perna (113 kcal contra 109 kcal por 100 gramas), bem como um maior teor de gordura e ácidos saturados, apresenta um teor de colesterol ligeiramente inferior.

No geral, a carne de porco conta com aminoácidos essenciais, vitaminas (como a tiamina), minerais (como o ferro) e lípidos muito energéticos, incluindo ácidos gordos essenciais. Portanto, pode trazer benefícios significativos ao consumidor quando conjugada com uma alimentação saudável e equilibrada.