Universo DECO:
Dicas

Código QR faz tremer o velho código de barras

1 Agosto 2011
Código QR faz tremer o velho código de barras

O código QR, nova tecnologia de armazenamento de informação em 2D, está ao alcance de qualquer utilizador através de um simples telemóvel com câmara e software compatível.

Criado em 1999 pela japonesa Denso Wave, fabricante de componentes eletrónicos para automóveis, o código QR (do inglês Quick Response) em 2D tem a forma de um quadrado preenchido com pontos brancos e pretos.

O código é aberto e a empresa optou por não registar a patente. Aplicado de início na catalogação das várias fases de construção de um veículo, o código QR expandiu-se e é hoje usado numa grande variedade de indústrias, como a musical e a alimentar. Através deste código, é possível saber o circuito do produto desde a produção ao ponto de venda.

É também muito comum em revistas e anúncios: com informações na forma de texto ou ligação para um sítio online, permite conduzir o consumidor para conteúdos multimédia, como fotogalerias, música ou vídeo.

Muitos edifícios públicos nas grandes cidades europeias já recorrem a este código para fornecer outro tipo de informação.

Como funciona?
Ao contrário do código de barras, o QR não requer um leitor especial. Basta um telemóvel com câmara e software capaz de descodificar o código QR. Há leitores de código QR gratuitos para quase todos os smartphones (e tablets) à venda em Portugal, prontos a descarregar na sua loja de aplicações.

Precisa de uma ligação de Internet móvel (WiFi ou 3G), sem a qual o link para um sítio online não funciona. Para decifrar um texto simples, não é necessária uma ligação à Internet: fotografe o código QR e o texto codificado aparece no ecrã do telemóvel. Com os preços proibitivos do roaming da Internet móvel, é desaconselhável ler códigos QR no exterior.

Também pode descodificar um código QR através do seu computador com webcam.

Como criar?
Qualquer utilizador pode criar um código QR para, por exemplo, partilhar ligações de sítios com os amigos, e enviar por mms ou email. É muito simples, pesquise por “QR generator” num motor de busca. No nosso exemplo, optámos pelo primeiro na listagem de resultados do Google - http://qrcode.kaywa.com. Criámos um código a remeter para as últimas novidades sobre fotografia digital no nosso portal, em www.deco.proteste.pt/maquinasfotograficas.

Preencha os campos no sítio de conversão para códigos QR: tipo de conteúdo (neste caso, URL), copie o link do sítio pretendido e defina o tamanho do código. Recomendamos S ou M (para telemóvel, quanto mais pequenos melhor). Finamente, clique em Generate! e grave o código.

Os códigos QR podem servir de atalho para os seus sítios online preferidos e partilhá-los com os amigos.

Passo 1: aceda ao leitor de código QR no telemóvel para ler o código.

Passo 2: pode abrir o link, partilhar por email ou sms. 

Passo 3: o código re-envia diretamente para a página pretendida online, neste caso, sobre fotografia digital no nosso portal.


Água denuncie o desperdício!
menos custos e mais ambiente

Denunciar Já
X