Universo DECO:

Hospitais e serviços


Veja também

Um ano depois do previsto, os portugueses podem receber mais cuidados de saúde noutros Estados-membros, com direito a reembolso. A DECO mantém-se contra a necessidade de avaliação pelo médico de família, uma vez que esta não garante sempre a comparticipação do Estado.
Grande parte dos portugueses recorre às urgências hospitalares por falta de resposta dos cuidados de saúde primários, revela o nosso inquérito a mais de três mil portugueses.
Uma consulta no médico de família custa 5 euros e, na urgência do hospital, pode chegar a 20,65 euros.
X