Dicas

Tintas de água para interior

31 Janeiro 2014
Tintas de água para interior

Para conseguir um bom resultado, prepare a superfície e limpe bem o material antes de utilizar. As nossas dicas ajudam.

Fáceis de aplicar, as tintas de água, também conhecidas por tintas plásticas, secam com rapidez, resistem ao passar do tempo, libertam menos vapores e pode escolher entre uma grande variedade de acabamentos: são as vantagens face a uma tinta de base solvente.

Paredes perfeitas
A tinta adere melhor numa parede seca e sem humidade. Repare fendas e tape buracos antes de iniciar a pintura. As camadas finas de tinta não disfarçam as imperfeições. Após aplicar o produto adequado, uniformize a superfície com lixa.

Para pintar uma parede pela primeira vez ou com manchas, aplique o primário segundo as instruções e só depois a tinta nas camadas necessárias até obter uma cor homogénea. Para pintar por cima de uma tinta em bom estado, basta lavar a parede com esponja, água e sabão e deixar secar. Nalgumas zonas, basta eliminar o pó acumulado.

Misture bem a tinta antes de deitá-la no tabuleiro. A tinta de água tende a formar uma camada de líquido mais espessa em cima. Se não for demasiado grossa (menos de 1 cm), mexa com um pau ou uma trincha, para ganhar a consistência normal. Mas se tiver um depósito no fundo da embalagem, exige  algum esforço para o desfazer.

Pinte primeiro os cantos, rodapés e junto ao teto. De seguida, a restante superfície. Comece por cima e aplique a tinta em áreas de 1 metro quadrado de cima para baixo. Entre cada demão, deixe secar o tempo recomendado na embalagem: a tinta pode parecer seca e não o estar ainda no interior.

Para limpar o rolo, deixe escorrer a tinta para o tabuleiro e retire o excesso com papel de jornal. Lave o rolo com água quente, até saírem os restos de tinta. Deixe-o secar na vertical.

Verifique a resistência da tinta antes de a limpar. Um pequeno teste: esfregue com um pano húmido algumas vezes num local escondido. Se notar alterações no aspeto da pintura, cuidado ao limpar.

Tintas e ambiente
Apesar de serem de base aquosa, as tintas de água contêm solventes que emitem compostos orgânicos voláteis. Estas substâncias podem ser perigosas para a saúde. Evaporam quando se aplica a tinta e, por vezes, duram algum tempo enquanto seca. Ao fim de 8 dias, as emissões reduzem bastante. Para uma correta ventilação, mantenha portas e janelas bem abertas enquanto pinta e durante mais algum tempo, após terminar.

As tintas aquosas emitem menos destes compostos do que as que usam solvente como base. Das primeiras, as mate têm menos quantidade do que as brilhantes. Uma diretiva europeia obriga os fabricantes a limitar o uso destes compostos nas tintas e a indicar, no rótulo, a percentagem na composição. O valor máximo permitido é de 30 g por litro.

Se sobrar tinta, feche bem a lata e guarde-a num local seco e fresco ou deposite os restos num ecocentro com recolha destes resíduos. O nosso simulador revela os ecocentros disponíveis no seu município.


A força de mais
de 400.000 associados
Subscreva 2 meses por apenas 2€
X