Universo DECO:
Vantagens negociadas

Análises à qualidade da água

10 Julho 2012
Análises à qualidade da água
  • Melhor relação qualidade/preço na análise da água
  • Redução de 10% sobre os valores apresentados, caso proceda à colheita e entrega das amostras (aplicável na água de captação particular)
  • Mediação de qualquer litígio pela DECO

Este serviço está
reservado a associados!

É associado e já está registado?

É associado, mas ainda não está registado?
TORNAR-ME ASSOCIADO Subscreva 2 meses por apenas 2€

Protocolo

Se recorre à água da rede pública de abastecimento e tem dúvidas sobre a sua qualidade, comece por contactar a câmara municipal da sua zona os os serviços municipalizados. Aí informe-se sobre o historial dos resultados das análises à água da zona, procurando saber se existem outras queixas, se têm sido detetados problemas e como foram resolvidos. Em caso de dúvida, pode solicitar a análise da água num laboratório acreditado.

Se utiliza água de uma captação particular, é essencial saber se a mesma é potável através de análises regulares. Quanto maior for a periodicidade destas, mais segurança terá nos resultados. Por isso, convém que a água de captação própria seja analisada em intervalos de seis meses. Mesmo sem sinais visíveis de contaminação, a água pode estar poluída por pesticidas, metais pesados, nitratos ou bactérias, em especial se, entre os locais de captação e consumo, existem zonas agrícolas, industrializadas ou com fossas séticas.

Para realizar análises, localize o laboratório mais perto de si no site do Instituto Português de Acreditação e compare os preços com os do protocolo que apresentamos aqui. Contactámos os laboratórios com maior número de análises acreditadas, critério que desde logo dá maior garantia de qualidade dos resultados. Aferimos também a relação qualidade/preço dos seus serviços por região no País.

Por apresentarem a melhor relação entre a qualidade e o preço para a maioria das análises e serem reconhecidos pelo Instituto Português de Acreditação, estabelecemos protocolos com três laboratórios de análises:

  • A. Logos – Associação para o Desenvolvimento de Assessoria e Ensaios Técnicos
  • Quimiteste – Engenharia e Tecnologia, S.A.
  • Pimenta do Vale – laboratórios, Lda.

 

Distrito Laboratório Contacto
  • Aveiro
  • Castelo Branco
  • Coimbra
  • Guarda
  • Leiria
  • Santarém
  • Viseu
A. Logos – Associação para o Desenvolvimento de Assessoria e Ensaios Técnicos Tecnopólo do Vale do Tejo,
Rua José Dias Simão,
Alferrarede,
2200-062 Abrantes
 
Telefone: 241 372 357
E-mail:
protocolodeco@a-logos.com
  • Beja
  • Évora
  • Faro
  • Leiria (apenas Peniche)
  • Lisboa
  • Portalegre
  • Setúbal
Quimiteste – Engenharia e Tecnologia, S.A. Rua do Ouro, Lote 15
Parque Industrial do Vale do Alecrim,
2950-437 Palmela
 
Telefone: 212 388 170
932 388 179
962 098 435
E-mail: protocolodeco@quimiteste.pt
  • Braga
  • Viana do castelo
  • Porto
  • Vila Real
Pimenta do Vale – laboratórios, Lda. Rua Dr. Aníbal Araújo, 395, Bloco B, Loja 4
4750-109 Barcelos
 
Telefone: 253818610
918760043
E-mail: protocolodeco@pimentadovale.pt

Existem dois grandes tipos de análises: microbiológicas e/ou físico-químicas. O primeiro grupo é o principal indicador da potabilidade da água. O segundo caracteriza-a.

Alguns dos aspetos analisados podem tornar a água imprópria para consumo. Se houver contaminação por bactérias, as análises físico-químicas são interrompidas até que este problema seja resolvido. Será depois recolhida nova amostra. Os laboratórios podem, contudo, indicar apenas análises específicas, para despistar problemas cujas causas sejam provavelmente conhecidas.

A água da rede pública de abastecimento terá de ser sempre recolhida por um técnico do laboratório, para garantir que se segue o procedimento correto. Essencial numa eventual reclamação às autoridades competentes, por exemplo.

Na água de captação particular, a colheita pode ser feita pelo associado ou por um técnico do laboratório.

O custo das análises varia com o número e tipo de análises pedidas, pelo que deverá informar-se previamente junto do laboratório escolhido. Os ensaios mais comuns para determinar a potabilidade da água estão agregados em dois grupos, para os quais acordámos um preço vantajoso face à tabela normal (inclui IVA à taxa legal de 23%).

Laboratórios
  A. Logos – Associação para o Desenvolvimento de Assessoria e Ensaios Técnicos Quimiteste – Engenharia e Tecnologia, S.A. Pimenta do Vale – Laboratórios, Lda.
Análises microbiológicas
  • Germes totais a 22ºC e a 37ºC
  • Escherichia coli
  • Bactérias coliformes
  • Enterococos
  • Clostridium perfringens
€ 20 € 20
Análises físico-químicas
  • Azoto amoniacal
  • Cor
  • Cloretos
  • Condutividade
  • Dureza total
  • Ferro
  • Nitratos
  • Nitritos
  • Oxidabilidade
  • pH
  • Turvação
€ 41 € 36

Vantagens

  • Melhor relação qualidade/preço na análise da água
  • Redução de 10% sobre os valores apresentados, caso proceda à colheita e entrega das amostras (aplicável na água de captação particular)
  • Mediação de qualquer litígio pela DECO

Como aderir

Para recorrer aos serviços destas entidades para a análise da água para consumo humano, contacte os respetivos laboratórios.

Opte por aquele que ficar mais próximo da zona do país onde será feita a recolha da água. Apresentamos as áreas de atuação definidas no âmbito deste protocolo.

Após a comunicação do associado da DECO PROTESTE com o laboratório selecionado, este enviará uma proposta por escrito (carta, fax ou correio eletrónico) com o seguinte conteúdo:

  • análises a efetuar;
  • forma de amostragem, efetuada pelo associado ou por um técnico do laboratório;
  • instruções de recolha de amostras, caso a colheita seja efetuada pelo associado;
  • custo, não só das análises propostas mas, também, de eventual deslocação de um técnico do laboratório para a recolha das amostras ou do envio por correio do vasilhame adequado para as análises bacteriológicas.
  • cabe ao associado decidir como entregará a amostra, assinar a proposta e enviá-la por carta, fax ou correio eletrónico para o laboratório. Após a receção da proposta assinada pelo associado, e no caso de haver deslocação de um técnico, é combinada uma data para a recolha da amostra, tendo em conta as rotas estipuladas e a disponibilidade das partes.

Quando concluir as análises, o laboratório envia os resultados e um parecer sobre a qualidade da água por escrito.


X